Suzano apresenta avanços e dados atualizados de compromissos socioambientais no ESG Call 2022
28 de junho de 2022
  • English

Programas sociais beneficiaram 21 mil pessoas e ajudaram a retirar 9 mil pessoas da pobreza

 

A Suzanoreferência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, promoveu nesta quinta-feira (23) a segunda edição do ESG Call, evento internacional focado na agenda ambiental, social e de governança (ESG, na sigla em inglês) da companhia. Durante o evento, a empresa apresentou detalhes sobre os avanços em sua atuação socioambiental e atualizações sobre os “Compromissos para renovar a vida”, conjunto de 15 metas de longo prazo da companhia alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU).

A Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e a partir delas contribui para o enfrentamento de alguns dos desafios mais prementes do planeta. Três deles, em especial, foram destacados durante o evento: Mudanças Climáticas, Desenvolvimento Social e Biodiversidade.

Na frente de Mudanças Climáticas, a Suzano apresenta resultados expressivos em relação a outras empresas do setor em praticamente todas as métricas analisadas, de acordo com a ACT (Assessing low-Carbon Transition), iniciativa idealizada pelo governo francês e pela CDP (Carbon Disclosure Project).

A Suzano já é uma companhia positiva para o clima, uma vez que atualmente remove mais Gases do Efeito Estufa (GEE) da atmosfera, com suas áreas de plantio e conservação, do que emite nas operações como um todo. Mas a empresa deseja ir além, e em 2021 anunciou a antecipação de 2030 para 2025 da meta de captura de 40 milhões de toneladas de dióxido de carbono da atmosfera. Para alcançar esse resultado, tem investido em melhorias em seus processos industriais, como a substituição do uso de combustíveis fósseis por biomassa, e dado continuidade ao movimento de conversão de terras degradadas em floresta, tanto para plantios de eucalipto quanto para conservação.

A atuação da companhia na promoção do desenvolvimento social também tem alcançado resultados expressivos. Nos últimos dois anos, desde que a companhia anunciou a meta de, até 2030, retirar 200 mil pessoas da linha da pobreza, 11 mil pessoas deixaram a linha da pobreza apoiadas pela Suzano.

Nesse período, um total de 34 mil pessoas foram beneficiadas por meio de programas sociais da Suzano. A renda obtida por elas alcançou US$ 18 milhões apenas em 2021, o que representa um acréscimo de 57% em relação ao ano anterior. Atualmente, no Brasil, aproximadamente 10% da população vivem abaixo da linha da pobreza e 33,1 milhões de brasileiros e brasileiras ainda passam fome.

Na frente da Biodiversidade, o foco da Suzano ao longo do último ano foi estabelecer a governança e definir o plano de ação para o cumprimento de mais um dos Compromissos para Renovar a Vida da companhia. A empresa prevê conectar, por meio de corredores ecológicos, 500 mil hectares de fragmentos de Cerrado, Mata Atlântica e Amazônia até 2030. Para isso, tem mantido diálogo intenso com produtores rurais e organizações locais, uma vez que parte dos corredores a serem interligados abrangem terras de terceiros. Para o segundo semestre de 2022, a meta da empresa é iniciar ações de restauração de florestas naturais e implementar modelos de produção com função ecológica.

“Diante da crise climática e do aumento das desigualdades sociais, agir para fortalecer as comunidades locais e proteger o planeta tornou-se ainda mais importante. Já lideramos projetos relevantes no combate às mudanças climáticas, na preservação de paisagens naturais e no apoio para que comunidades deixem a pobreza de forma permanente. No entanto, sabemos que há muito mais a ser feito. Por isso, além de atingir nossas próprias metas, nossa missão é construir redes com governos, organizações e da população para impulsionar e estimular mudanças impactantes e duradouras e criar um sistema regenerativo em benefício da sociedade”, afirma Walter Schalka, presidente da Suzano.

O evento, transmitido em inglês, contou com a presença de executivos e executivas da Suzano e com a participação especial de Joel Makower, presidente e cofundador do GreenBiz Group, empresa focada na interseção de negócios, tecnologia e sustentabilidade.

Detalhes das ações socioambientais da Suzano, apresentadas no ESG Call, estão disponíveis na Central de Sustentabilidade, no link http://centraldesustentabilidade.suzano.com.br/, e no Relatório Anual da empresa. A Central de Sustentabilidade possui mais de 450 indicadores com dados sobre consumo de água, manejo florestal, desenvolvimento social, emissões e cadeia de valor, entre outros.

A gravação do ESG Call em português está disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Rd4GgxX2VMs

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.