fbpx
×

Startups aceleradas pelo programa BNDES Garagem recebem mentoria de profissionais do banco

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), associado da Aberje, iniciou o projeto de mentoria para as startups do módulo de aceleração do BNDES Garagem. No primeiro encontro, organizado pelo consórcio Wayra/Liga Ventures, no Wework Carioca, espaço de colaboração utilizado para as atividades do programa, as startups receberam mentoria de profissionais do banco de fomento, selecionados por meio de chamada interna.

 

 

Os empregados do Banco receberam treinamento da Liga Ventures, uma das aceleradoras do BNDES Garagem, e estão divididos em duas categorias: padrinhos ou madrinhas, que acompanham as empresas durante todo o programa, e especialistas, que prestam consultoria sobre assuntos como finanças, comunicação e TI. Além de apoiar as startups, promovendo a conexão com o ecossistema de negócios, o objetivo da mentoria é aproximar o Banco da cultura de inovação das empresas nascentes.

Nesse primeiro encontro, as 30 startups que fazem parte do módulo de aceleração do programa se apresentaram, conheceram seus mentores, e já participaram de uma primeira reunião de trabalho. As principais expectativas das empresas com a mentoria passam por temas como estruturação de planos de negócios e captação de investimentos, assim como conexão com possíveis clientes.

A geração de novos negócios é um dos principais resultados esperados desse intercâmbio. Paulo Melo, CEO da Pickcells, quer crescer e levar para fora do país sua tecnologia que usa visão computacional para realizar diagnósticos laboratoriais. “Acredito que o BNDES possa apoiar nossa entrada no mercado, na captação de investimentos, conexão com clientes e futura internacionalização”, planeja.

Os mentores, por sua vez, revelaram suas expectativas com o programa. Karla Bertocco, diretora de Governos e Infraestrutura da instituição e mentora da Destine Já, também comentou sobre a sua expectativa em participar do projeto: “Vejo muita sinergia entre as propostas das startups e as necessidades do setor público, como na saúde, por exemplo. Nós, em contrapartida, podemos apresentar a experiência real dos setores. Acredito que será muito rico esse intercâmbio”.

BNDES Garagem – A primeira fase do Programa de Desenvolvimento de Startups selecionou 79 empresas. Desde o início de abril de 2019, 30 delas participam do módulo aceleração, trabalhando juntas no WeWork Carioca, espaço de cowork no Centro da cidade do Rio de Janeiro. As outras 49 startups irão participar do módulo de criação, com início previsto para o fim do mês.