Obras de mobilidade urbana para Copa e Olimpíadas no Rio de Janeiro beneficiaram mais ricos que pobres, mostra Estudo de Oxford
04 de janeiro de 2019
  • English

O estudo, realizado pelo pesquisador brasileiro Rafael Pereira na Universidade de Oxford, mostra que a promessa de melhorar radicalmente o transporte público da cidade do Rio de Janeiro depois da Copa e da Olimpíada não se cumpriu. Os investimentos bilionários em mobilidade urbana beneficiaram todos os cidadãos da cidade, mas os benefícios para a população de baixa renda, em termos de acesso, foram menores quando comparados à parcela mais rica da capital fluminense.

Com a premissa de interrogação focada em quantos hospitais, escolas e postos de trabalho uma pessoa é capaz de chegar saindo de casa e usando transporte coletivo ou caminhando, pelo período de uma hora, o pesquisador analisou toda a infraestrutura de transporte existente em 2014 e em 2017. Também cruzou dados como a localização de todas as escolas, hospitais e postos de trabalho do Rio com a malha viária, trajetos e horários de todas as linhas de ônibus da cidade, além da renda média da população de cada região.

Saiba mais sobre o estudo acessando https://www.bbc.com/portuguese/brasil-46604066

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *