Nubank lança estudo sobre auxílio emergencial
21 de setembro de 2020

Levantamento revela que o brasileiro usa o benefício para pagar contas da casa e evitar dívidas

O Nubank, maior banco digital independente do mundo, anuncia hoje o lançamento do seu primeiro estudo aberto ao público. O levantamento inédito, realizado entre 20 de abril e 29 de maio deste ano, revela que os cerca de 500 mil clientes que receberam o auxílio (ou renda básica emergencial) de R$ 600 na Conta do Nubank estão utilizando o benefício para pagar contas da casa e evitar dívidas em tempos de pandemia.

O estudo, que analisou padrões de saque, transferência, gastos com débito e crédito, aponta que há um aumento de 160% no gasto total (considerando a soma dos gastos feitos no débito, saque e pagamento de boletos) no dia em que valor do auxílio emergencial é depositado pela Caixa Econômica Federal (CEF) e que, na mesma data, cerca de 25% do benefício é retirado — via saques (5%), pagamentos de boletos (16%) ou transferências via TED (36%). Após esta data, a retirada dos valores da conta ocorre de maneira gradual, evidenciando que, na prática, a renda básica emergencial está sendo usada para suprir as necessidades financeiras imediatas de forma controlada, fazendo com que o dinheiro dure por mais tempo.

Em relação ao cartão de crédito, o padrão de consumo não sofreu alteração. Como o auxílio tem data para acabar, uma hipótese levantada durante a pesquisa é a de que os beneficiários evitam se comprometer com parcelas e fazer dívidas, já que não poderão contar com essa renda no futuro. Esse comportamento é evidenciado por grande parte dos clientes do Nubank que efetuou imediatamente o pagamento da fatura do roxinho (16%) assim que recebeu o benefício. Além disso, o aumento no número de TEDs para outras titularidades é mais um forte indício de que o benefício é usado para evitar casos de inadimplência.

O intuito do Nubank com esta pesquisa era entender quem são os clientes que receberam o auxílio emergencial, diminuir a complexidade das informações relacionadas ao comportamento do beneficiário e contribuir para maior entendimento do tema mais relevante no momento relacionado à vida financeira do brasileiro, sem asteriscos.

O estudo completo do Data Nubank está disponível no blog da empresa.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *