CTG Brasil se une a gigantes multinacionais em Collab de inovação
18 de agosto de 2021
  • English

KES Learning Collab promoverá sessões para falar sobre inovação e compartilhamento de experiências para lideranças da empresa de energia limpa e das multinacionais Unilever e Tigre.

 

A CTG Brasil, umas das líderes em geração de energia limpa no País, está participando da KES Learning Collab, consultoria especializada em conteúdo de inovação, com o intuito de expandir o conhecimento sobre esse tema, além de realizar trocas de experiências e construção conjunta de soluções disruptivas que contribuam com os negócios. Até o fim de 2021, lideranças de todas as áreas da companhia terão quatro encontros virtuais, com representantes da Unilever e da Tigre, além de completarem 25 horas de auto estudo sobre inovação na plataforma.

“O contato com empresas de diferentes segmentos amplia o olhar dos nossos líderes para identificar diferentes possibilidades diante de acontecimentos globais, identificando como eles impactam nos nossos negócios. Nosso objetivo é conectar cada vez mais os profissionais da CTG Brasil a temas que provoquem novos mindsets, fortalecendo nosso DNA de inovação”, explica Giovanna Poladian, diretora de Pessoas & Cultura da CTG Brasil.

A atividade envolve os pilares “Inovação e Descobertas” e “Liderança” no âmbito da Academia CTG Brasil, ecossistema de aprendizagem lançado durante a pandemia, disponível para todos os profissionais da organização e que objetiva desenvolver competências importantes e críticas para o negócio.

Investimentos em P&D e parcerias estratégicas fortalecem cultura de inovação

 Nos últimos anos, os investimentos em inovação cresceram na CTG Brasil, favorecendo a implementação de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) na companhia. Considerando a importância da inovação para os negócios da empresa, recentemente, a gerência de P&D foi incorporada à diretoria de Estratégia.

Em 2020, a CTG Brasil aumentou em 88% os recursos destinados aos projetos de P&D, comparado ao ano anterior, somando R$ 24,8 milhões. Atualmente, a empresa desenvolve mais de 30 projetos de P&D, como o projeto que visa analisar condições reais de geração fotovoltaica no País, buscando ganho de desempenho, confiabilidade e disponibilidade, com possível redução de até 10% no custo da energia. Com aporte de R$ 8 milhões, a iniciativa representa o maior investimento individual de P&D da empresa aprovado em 2020.

A criação, em 2019, do Digital Innovation Lab, laboratório de inovação da CTG Brasil em parceria com a Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), fomentou a inovação, o desenvolvimento científico no País e a transformação digital dos negócios da empresa. Entre suas principais iniciativas, além da pesquisa sobre geração fotovoltaica, há projetos na área de segurança regulatória para comercialização de energia, combate à pandemia e retomada pós-Covid 19. Esta última frente de atuação é realizada em parceria com o SENAI e abrange projetos como o desenvolvimento de testes rápidos de diagnóstico sorológico de Covid-19, produção de 18 mil litros de álcool 70° GL gel e líquido e o desenvolvimento de protocolo eficaz para o uso de água ozonizada em túneis de desinfecção.

Clean Energy Innovation Center, também criado em 2019, em parceria com o SENAI, facilita o intercâmbio tecnológico Brasil-China. Os investimentos previstos são da ordem de R$ 100 milhões até 2024, com o objetivo de conectar os ecossistemas de inovação das duas nações. A CTG Brasil também investe em um plano de mobilidade elétrica, que conectará a sede da empresa às usinas instaladas ao longo do rio Paranapanema e às usinas Ilha Solteira e Jupiá, no rio Paraná. O P&D também prevê instalação de 18 eletropostos ao longo da rota e aquisição de sete veículos elétricos, abrindo novas oportunidades de negócios sempre com foco em energia limpa e renovável.

 

Ações de inovação ampliam impacto de projetos socioambientais

 O trabalho de melhoria contínua na gestão de recursos naturais e as ações que beneficiam as comunidades do entorno das usinas da CTG Brasil também refletem os investimentos da companhia em inovação. Em 2020, cerca de 24% dos recursos de P&D foram direcionados para a linha de pesquisa ambiental, como o projeto de monitoramento do desenvolvimento e deslocamento de bancos de macrófitas (plantas aquáticas), iniciativa reconhecida pelo International Innovation Awards 2020.

No âmbito social, o mapeamento de tendências de inovação em turismo sustentável no Brasil permitiu o lançamento de um desafio para impulsionar iniciativas nesse campo. Das quase 200 propostas inscritas no Desafio de Inovações em Turismo Sustentável, três foram selecionadas e receberam R$ 100 mil cada, além de mentoria e assessoria em gestão financeira para a aplicação dos recursos recebidos. A iniciativa conta com a parceria da Ashoka, ONG global de empreendedorismo social.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.