Ambipar é patrocinadora e co-autora do novo e-book da Fundação Dom Cabral sobre ESG
16 de fevereiro de 2022
  • English

Gratuito para download, o livro busca apresentar a perspectiva do ESG no futuro das empresas

Daniela Pedroza, CEO da VG

A Ambipar, multinacional brasileira, líder em gestão ambiental, é patrocinadora e parceira do projeto “Inovação: o motor do ESG”, coordenado pelo Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da Fundação Dom Cabral (FDC). O programa lançará, na próxima segunda-feira (14/2), e-book que tem como objetivo apresentar práticas de inovação e como o ESG é visto pelos principais líderes das empresas brasileiras.

A Fundação Dom Cabral é referência de ensino para o desenvolvimento de executivos, empresários e empresas, classificada entre as dez melhores escolas de negócios do mundo, sendo a primeira reconhecida da América Latina, segundo o ranking do jornal Financial Times. O projeto nasce com a ideia de a sustentabilidade ser o novo motor da inovação, que leva as empresas ao crescimento e a transformação.

“A reflexão proposta neste E-book é promover o debate amplo de entendimento e práticas de ESG em organizações de diferentes setores e suas consequências para as empresas, para a economia e para a sociedade, além de identificar os mecanismos praticados no mercado para o desenvolvimento de uma cultura de inovação de impacto e de transformação”, afirma o coordenador do projeto e professor da FDC, Carlos Arruda.

Para a construção deste e-book, a FDC contou com a participação de profissionais do Grupo Ambipar, são eles:

  • Fabiana Brant e Marcelo de Souza, consultores da Ambipar VG, foram co-autores do capítulo “Indicadores ESG”.
  • Guilherme Brammer, CEO da Boomera Ambipar, e Leon Tondowski, CEO da Ambipar, participaram do “Modelos de Negócios Baseados na Economia Circular e o Gerenciamento de Resíduos Sólidos Industriais”.
  • Daniela Pedroza, CEO da Ambipar VG, falou sobre o “Capitalismo de Stakeholders: Como Engajar as Partes Interessadas na Agenda ESG”.
  • Raissa Urzedo e Elias Temponi, consultores da Ambipar VG, escreveram sobre “As Novas Relações entre Empregados e Empregadores”.
  • Júlia Belisário, consultora jurídica da Ambipar VG, descreveu os Aspectos Relevantes do ESG na Nova Economia.
  • Raquel Filgueiras Varoni, Coordenadora Jurídica da Ambipar VG, abordou “A Importância da Implementação Sistêmica da Gestão de Riscos, Frente aos Aspectos do ESG.

A sigla ESG corresponde a “environmental, social and governance” (ambiental, social e governança, em português) e é usada dentro das empresas que adotam práticas relacionadas à metodologia. Criado para ser um meio das organizações alcançarem seus objetivos e inovar em métodos mais sustentáveis, o projeto da FDC busca promover debates de professores, executivos, especialistas, consultores da área sustentabilidade, finanças e governança, que visam avançar no entendimento e na prática de governança e seus impactos nas empresas, na economia, na sociedade e no meio ambiente.

Segundo dados da pesquisa realizada pela Bloomberg no ano passado, o ESG deve atrair US$ 53 tri em investimentos em 2025, algo que demonstra o crescimento do trio de preocupações que as empresas estão aderindo em suas infraestruturas. Para as organizações que já adotaram a metodologia, a percepção de retorno positivo já se torna visível devido ao poder de precificação elevado, decorrente da valorização de produtos mais sustentáveis, como produtos orgânicos, além redução de custos e participação de mercado.

“O e-book é uma excelente ferramenta que mostrará aos leitores as consequências do ESG nas instituições, desde a sua concepção até o impacto ambiental que ele a mesma proporciona. Pode também promover, dentro deste conceito, o entendimento das organizações de incorporarem em todos os seus objetivos e metas, os indicadores de ESG em suas publicações, sejam elas destinadas aos seus acionistas, por meio de relatórios financeiros, como também, para as demais partes interessadas, a exemplo do Relatório de Sustentabilidade”, afirma Daniela Pedroza, CEO da Ambipar VG.

A executiva ainda reforça que “as empresas deveriam aderir a ideia de produção atrelada à preservação do meio ambiente, pois além de contribuir com a qualidade de vida de tudo e todos, as ações de sustentabilidade agregam valor à sua estratégia de negócio, promovendo uma maior comercialização, importância e notoriedade no mercado”.

“O envolvimento das empresas, como a Ambipar, em projetos como estes, é de suma importância. Elas são fundamentais na atuação como agentes de transformação da sociedade. O debate sobre ESG envolvendo processos de inovação se realizam muito neste ambiente corporativo. E é neste ambiente que podemos aprender e ao mesmo tempo gerar conhecimento para o bem comum”, conclui Arruda.

 

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.