fbpx
×

Decreto institui comunicação como serviço essencial ativo mesmo em quarentena

No último domingo, 22, o Governo Federal editou o decreto que estipula quais serviços são essenciais e não podem ser interrompido em tempos de quarentena. Um deles é o de imprensa:

São considerados essenciais as atividades e os serviços relacionados à imprensa, por todos os meios de comunicação e divulgação disponíveis, incluídos a radiodifusão de sons e de imagens, a internet, os jornais e as revistas, dentre outros” – trecho do Decreto 10.288/20 .

Atividades acessórias e de suporte, além da disponibilização dos insumos necessários à cadeia produtiva relacionados às atividades e aos serviços de imprensa também fazem parte dos serviços essenciais.

Há duas semanas, quando o assunto sobre coronavírus começou a se intensificar na imprensa e nas organizações, a Aberje investiu na ampliação da comunicação sobre este assunto, com a criação de uma redação focada em destacar as principais ações feitas pelas empresas associadas. Confira o especial coronavírus no portal Aberje.