Dia de Doar: iFood incentiva a prática da doação entre os clientes com solução no aplicativo
01 de dezembro de 2021
  • English

Com apenas um clique, ao final do pedido, o cliente pode beneficiar 7 ONGs para fazer sua doação

Nesta terça-feira, 30, é celebrado o Dia Internacional de Doar. O movimento mundial, também adotado pelo Brasil, ganha força a cada ano, e em 2021 vai contar com a iniciativa do iFood, que uniu a generosidade dos brasileiros com a conexão da tecnologia e às organizações que mais precisam de ajuda. Por meio do momento de check out dos pedidos no aplicativo, etapa final antes de concluir o pedido, será possível doar a quantia desejada para as ONGs parceiras do iFood – atualmente: Ação da Cidadania, Gastromotiva, Orgânica Solidário, Gerando Falcões, CUFA, SOS Mata Atlântica e Todos pela Educação.

“O iFood é a primeira plataforma do Brasil a usar o seu alto poder de alcance para aliar esforços no sentido de fazer mudanças positivas na sociedade através de doações. Assim, conectamos pessoas e instituições para quem tem o interesse de doar e quem precisa, em um movimento inovador e com grande potencial”, afirma Gustavo Vitti, vice-presidente de pessoas e soluções sustentáveis do iFood. Diante disso, uma nova ferramenta entra em cena para tornar a prática da doação algo ainda mais simples e consolidar a contribuição de pessoas de uma forma super fácil e confiável. No carrinho, antes de fechar o pedido, em um clique no app, o cliente pode contribuir com as ONGs parceiras, com doações a partir de 1 real.

A iniciativa usa da tecnologia e inovação para entregar às organizações não-governamentais parceiras um altíssimo potencial de arrecadação. As causas primordiais apoiadas pelas campanhas de doação do iFood são: segurança alimentar, educação e meio-ambiente. A outra principal forma de doação pelo app do iFood é por meio do “Perfil do cliente”, na seção “Doações”, onde é possível escolher uma das entidades para apoiar com o valor que o cliente quiser. Acompanhe aqui o passo a passo de como doar.

Em dois anos, o iFood e seus clientes apoiaram milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade com mais de 14 milhões de reais em doações. De 1 de janeiro de 2020 a 17 de novembro de 2021, R$ 14.209.496,42 foram doados para sete organizações da sociedade civil,  por meio das campanhas “Doe para uma Causa”, “Doação de Refeições” e “Faça uma Doação”, em que mais de 420 mil pessoas ajudaram e se engajaram nas causas, resultado também das parcerias com a MasterCard, Coca-Cola, Unilever, Copagaz, Life Brasilprev e Santander.

Destaque

Dentre as entidades beneficiadas, a Ação da Cidadania foi a que mais recebeu recursos. A organização, criada por Betinho e sediada no Rio de Janeiro, porém presente no Brasil inteiro, através dos comitês da ONG, foi a primeira parceira do iFood no programa de doações. Em 2020, receberam R$4.108.380,58 e, em 2021, até novembro, R$1.278.453,84. Estas doações foram revertidas em cestas básicas, distribuídas pela ONG para 2.100 instituições parceiras, em todos os 26 estados e Distrito Federal, beneficiando mais de 4 milhões de pessoas. R$448.034 foram repassados para a ONG no dia em dezembro de 2020. Até agora, esse foi o maior valor doado em um único repasse da campanha. No total, já foram doadas mais de 107,7 mil cestas básicas ou 1.077 toneladas de alimento para famílias em situação de risco alimentar.

“A parceria da Ação da Cidadania com o iFood é de longa data. Desde 2017, a empresa apoia nossas ações de combate à fome, nos ajudando a levar alimentos para todo o Brasil, com centenas de milhares de cestas básicas distribuídas para famílias em todos os estados. Além disso, estamos construindo parcerias em projetos na área de segurança alimentar para enfrentar o drama da fome que assola o país”. Rodrigo “Kiko” Afonso, diretor-executivo da Ação da Cidadania.

Impactos gerados

A Central Única das Favelas (CUFA) – carioca e com atuação no país inteiro – foi a segunda ONG a entrar no programa, também com foco em distribuir comida para famílias em situação vulnerável. Desde dezembro de 2020, as doações já acumulam R$567.525, revertidos em alimentos para as comunidades mais necessitadas, entre as mais de 3.464.702 de famílias de 5 mil favelas atendidas pela rede de cuidado da CUFA. O foco principal da ação durante a pandemia foi o projeto “Mães da Favela”, que apoiou famílias vulneráveis, por meio de cestas básicas e vale-compras entregues exclusivamente a mães. Em 11 meses, a parceria com o iFood permitiu que fossem distribuídos mais de 4.700 cartões com o valor de R$120.

Ainda em 2020, entrou na campanha de doação a ONG Orgânico Solidário, cujo foco também está no combate à insegurança alimentar, por meio da distribuição de cestas com legumes, verduras e frutas para associações comunitárias. 7.746 cestas de 6 quilos e 14 itens orgânicos já foram doadas graças aos R$387.327 repassados pelo iFood até novembro de 2021. Foram beneficiadas comunidades periféricas de São Paulo (SP), Florianópolis (SC), Maringá (PR) e Rio de Janeiro (RJ). Outra entidade impactada foi o  Instituto Reação (RJ), que recebeu R$161.998,71 de junho a outubro de 2020, destinados ao projeto “Vencendo Juntos”, que apoia instituições que trabalham com o esporte como meio de transformação social.

Com o agravamento da pandemia, somaram-se à campanha as ONGs Gerando Falcões (abril de 2021) e Gastromotiva (julho de 2021). A Gerando Falcões já recebeu R$270.627 convertidos em mais de 1.800 cartões pré-pagos com crédito de R$150 para compra de alimentos. Já a Gastromotiva, que recebeu R$182.988, apostou na produção de quentinhas nas Cozinhas Solidárias que ajudou a criar, formando cozinheiras e cozinheiros. Já foram doadas mais 20 mil quentinhas em cidades dos estados de: Amazonas, Bahia, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.

Além da causa emergencial do combate à fome, a campanha de doação do iFood também apoiou iniciativas voltadas à conservação do meio-ambiente e qualificação da educação pública. Com as doações realizadas de julho a novembro de 2021, a Fundação SOS Mata Atlântica já garantiu a plantação de + de 13 mil mudas de espécies variadas típicas da Mata Atlântica. O plantio acontecerá entre janeiro e março de 2022, na cidade de Porto Feliz (SP), em uma área de propriedade do Instituto Raquel Machado. Até lá, mais doações se somarão aos R$209.473 recebidos, permitindo uma restauração florestal ainda maior.

Por fim, a última organização a entrar no programa foi a Todos pela Educação. De 29 de agosto a 17 de novembro de 2021, foram repassados pelo iFood à ONG R$84.765 que estão custeando a realização de  ações voltadas a reduzir as desigualdades educacionais no país.

iFood e o pilar de segurança alimentar
O iFood possui compromissos firmados através dos pilares de Educação, Meio Ambiente e Inclusão. Nessa esfera, a segurança alimentar se situa dentro do iFood Inclui, com iniciativas que buscam aliar a tecnologia e a união de diversas entidades com o objetivo de combater a fome. Entre os programas existentes, está o Todos à Mesa, que conecta importantes pontas do ecossistema de alimentação brasileiro para ajudar no combate ao desperdício, levando alimentos a quem mais precisa. Somente no primeiro mês, de outubro a novembro de 2021, o volume consolidado em alimento distribuído foi de cerca de 200 toneladas. A iniciativa conta com a inteligência de redistribuição de alimentos da startup de impacto social Connecting Food, rede da ONG Ação da Cidadania e participação de empresas como Nestlé, Carrefour e M. Dias Branco, além de redes locais de varejo, e possui importantes objetivos: combater o desperdício de alimentos a partir da redistribuição inteligente de alimentos excedentes, abrir discussões sobre como ampliar o marco regulatório das doações de alimentos, potencializar iniciativas de redistribuição de alimentos e convidar cada vez mais empresas a participarem do projeto.

Nesse mesmo contexto, como saída para levar alimentos de qualidade a quem mais precisa, o iFood também investe em hortas urbanas, localizadas nas cidades e acessíveis a quem mora nas zonas periféricas, onde há menor oferta de alimentos frescos. Essa é a proposta da fazenda urbana no sétimo andar da sede do iFood, em Osasco (SP), em parceria com a startup Begreen. Em uma estufa climatizada e protegida da poluição, alimentos como alface, rúcula, tomate e abobrinha são cultivados sem agrotóxicos em uma área de 950 m2. Toda a produção, de cerca de 1,7 tonelada de alimentos por mês, é doada para o Banco de Alimentos de Osasco. A horta permite levar alimentação de qualidade e impactar mais de 3.000 famílias.

Sobre o Dia de Doar
O Dia de Doar é um movimento que nasceu nos Estados Unidos e se tornou conhecido por lá como #GivingTuesday, algo como terça-feira da doação. A data vem sempre na sequência de outros dias comerciais  famosos, como a BlackFriday e a CyberMonday. É sempre realizada na primeira terça-feira depois do Dia de Ação de Graças (o Thanksgiving Day). A ideia é promover um país mais solidário, por meio da conexão de pessoas com causas através de doações.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.