×

Valor 1000 homenageia empresas de 25 setores

O Valor Econômico premiou neste dia 24 de agosto as empresas que apresentaram melhor desempenho em 25 setores da economia em 2014. A Klabin, eleita Empresa de Valor 2015, foi o grande destaque da noite de homenagens, realizada no Hotel Unique, em São Paulo, e que contou com apoio da Apex-Brasil, Fundação Dom Cabral e Gillette.

Fabio Schvartsman, diretor-geral da Klabin, e Armando Klabin, presidente do conselho de administração da empresa, receberam o troféu. Armando lembrou que, se os fundadores estivessem presentes, certamente estariam impressionados com o fato de a Klabin dispor de energia para continuar investindo, apostar em novos mercados e manter os princípios de sustentabilidade do negócio. 

Na abertura do evento, a diretora de Redação do Valor Econômico, Vera Brandimarte, lembrou que esta edição do anuário tem um papel importante no ano em que se comemora os 15 anos do jornal. “O Valor 1000 foi o primeiro anuário do Valor e em um curto período se tornou uma referência por suas análises de qualidade, fruto de um trabalho minucioso da equipe de jornalistas e da parceria sólida com a Serasa Experian e com a Fundação Getúlio Vargas”. Para chegar às vencedoras e compor o ranking, a equipe analisou mais de 2,7 mil empresas com base em sete quesitos técnicos.

“O ano de 2014 foi atípico pela Copa do Mundo, o processo eleitoral e a operação Lava-Jato, que se reflete nos números do conjunto das maiores companhias brasileiras: se considerarmos a Petrobras, o lucro líquido caiu 34%. Se tirar a Petrobras, cresceu 9%”, lembrou Vera.

O evento contou ainda com palestra de Alexandre Tombini, presidente do Banco Central, que falou para uma plateia formada por cerca de 700 empresários sobre as ações tomadas para garantir a retomada sustentável do crescimento econômico do Brasil. Para Tombini, “em qualquer processo de ajuste, os ônus aparecem sempre mais rápido do que os benefícios e a percepção no início do ajuste é sempre negativa”. Mas, segundo Tombini, a política monetária está seguindo seu curso correto e o governo deve ser vigilante para alcançar a meta de inflação de 4,5% no final de 2016.

O ranking completo das 1000 maiores empresas do país, além de análises produzidas pela Serasa Experian, pelo Centro de Estudos em Finanças da FGV/EAESP e pela equipe de jornalistas do Valor Econômico, está no Valor 1000, que circula neste dia 25 de agosto encartado no jornal para assinantes. O anuário também será vendido nas principais bancas das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.  A publicação demostra sua relevância pelos dados de publicidade, com 171,5 páginas do total de 466.

Confira a relação das vencedoras da 15ª edição do Valor 1000 e das maiores em cada setor:

 

Setor de atividade

A campeã

A maior

Açúcar e Álcool

Cia. Melhoramentos Norte do Paraná

Coopersucar

Agropecuária

Friato

Coamo

Água e Saneamento

Sanepar

Sabesp

Alimentos e Bebidas

Ambev

JBS

Comércio Atacadista e Exterior

Man Brasil

Makro

Comércio Varejista

GPA

GPA

Construção e Engenharia

Mascarenhas Barbosa Roscoe

Odebrecht

Educação e Ensino

Kroton

Kroton

Eletroeletrônica

Whirlpool

Whirlpool

Empreendimentos Imobiliários

BSP Empreendimentos Imobiliários

Cyrela

Energia Elétrica

Taesa

Eletrobras

Farmacêutica e Cosméticos

EMS

Unilever

Materiais de Construção e Decoração

Supermix

Votorantim Cimentos

Mecânica

Atlas Schindler

WEG

Metalurgia e Mineração (inclui Siderurgia)

Samarco

Vale

Papel e Celulose

Klabin

Suzano

Petróleo e Gás

Queiroz Galvão Exploração e Produção

Petrobras

Plásticos e Borracha

Tigre

Tigre

Química e Petroquímica

Bayer

Braskem

Serviços Especializados

Rede

Correios

Serviços Médicos

Rede D´Or

Rede D´Or

Têxtil, Couro e Vestuário

Cia. Hering

Alpargatas

TI & Telecom

GVT

Telefônica Brasil

Transportes e Logística

CCR

TAM

Veículos e Peças

Baterias Moura

FCA (Fiat Chrysler)