×

Sociedade de Promoção da Casa de Oswaldo Cruz associa-se à Aberje

Rede Aberje

A Sociedade de Promoção da Casa de Oswaldo Cruz é uma associação sem fins lucrativos, que há três décadas vem promovendo cultura, ciência e saúde, apoiando iniciativas socioculturais da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), uma instituição de referência internacional e motivo de orgulho nacional. E acaba de se tornar associada da Aberje.

A Fiocruz vivenciou grandes avanços científicos ao longo de sua história, mas manteve suas ações direcionadas à melhoria da qualidade de vida da população. Baseando-se nos princípios da Determinação Social da Saúde, abriu espaços para uma abordagem diferenciada da relação saúde-doença, estimulando a elaboração de diversos projetos educacionais, sociais, culturais e de preservação, que culminaram na criação da SPCOC.

A associação está localizada em Manguinhos, bairro da Zona Norte do Rio, que apresenta o quinto IDH mais baixo da cidade e que é frequentemente associado a situações de violência. 

Junto a outras iniciativas, a SPCOC busca contribuir para a construção de um novo olhar sobre o território, tornando-se uma das mais expressivas produtoras culturais na região, equilibrando as ofertas culturais da cidade e levando ciência para sociedade com qualidade e gratuitamente, trabalhando com iniciativas que se traduzem em três frentes de ação:

– Cultura: projetos culturais para divulgação científica e patrimônio cultural brasileiro;

– Saúde: projetos de humanização hospitalar;

– Cidadania: projetos de capacitação e inserção social.

Desde seu surgimento, com apoio de parceiros estratégicos, realizou diferentes ações como congressos, exposições, publicações, restauros, edificações, produções audiovisuais, espetáculos teatrais, equipamentos culturais e programas itinerantes. Em três décadas foram mais de 70 projetos realizados, 100 cidades visitadas, 10 milhões de pessoas alcançadas e 2.000 postos de trabalhos gerados.

Nesses últimos quatro anos, a SPCOC desenvolveu importante experiência na estruturação de políticas de sustentabilidade, investimento social, captação de recursos e gestão de projetos. E pela primeira vez, focou em um plano de comunicação, que resultou na criação de um folder institucional, na produção do relatório de atividades dos 30 anos, no lançamento do site da instituição e na sua inserção nas mídias sociais. A meta é seguir aprofundando as formas de comunicação, desenvolvendo conteúdos diversificados, e lançar o seu primeiro balanço social.