fbpx
×

Odebrecht apresenta trajetória de recuperação em evento na Aberje

Redação Portal Aberje

O Lidercom CEOs recebeu diretores da Odebrecht no encontro do dia 08

Thiago Castro e Andre Nakasone

Não é novidade que o Grupo Odebrecht passa pelo centro de um dos maiores escândalos da política brasileira. O noticiário sobre os esquemas de corrupção prejudicou – e muito – a reputação da empresa. No meio disso tudo, estão milhares de funcionários buscando respostas e uma organização tentando se reconstruir.

No dia 8 de agosto, na sede da Aberje em São Paulo, aconteceu um encontro do Lidercom CEOs, que discutiu sobre Compliance e Comunicação, com palestras de Marcelo Lyra, responsável por Comunicação e Sustentabilidade da Odebrecht, e Olga Pontes, responsável por Conformidade na empresa desde 2016. Eles apresentaram o que a empresa tem feito no plano de recuperação de sua reputação. Como afirmou Hamilton dos Santos, diretor-geral da Aberje, na abertura do evento, “independente do desfecho, o que a empresa enfrenta hoje se tornará no futuro, no mínimo, um case com aprendizados extraordinários para a comunicação”.

Encontro do Lidercom CEOs recebe Odebrecht

Encontro do Lidercom CEOs recebe Odebrecht

Conformidade e reestruturação

Olga Pontes contou em detalhes os passos da Odebrecht no que ela descreve como a “jornada de transformação” da empresa. Nessa jornada, o marco da mudança foi em março de 2016, com o anúncio de que o grupo estaria disposto a colaborar com as autoridades e a romper o silêncio. Esse foi o começo para virar a página. No mês seguinte, em abril, foi implementado a reestruturação da governança: criou-se um comitê permanente de Conformidade e determinou-se que pelo menos 20% dos membros do Conselho de Administração fossem independentes.

Olga Pontes, responsável por Conformidade na Odebrecht

Olga Pontes, responsável por Conformidade na Odebrecht

Os próximos passos envolveram a aprovação da nova política sobre conformidade, fundamentada nos pilares “detectar, prevenir e remediar”. Pontes relata que, durante o processo, as medidas foram tomadas com a ajuda de assessores e consultores de impactos globais. Em dezembro, a organização solta um pedido de desculpas público, nos principais veículos do país. Já em fevereiro de 2017, o Ministério Público Federal, como parte do acordo de leniência, dá início ao monitoramento independente à Odebrecht. Mais recentemente, em maio de 2017, a empresa institui o canal de denúncias para todo o grupo.

Comunicação e reputação

A partir das ações concretas que buscam transformar a organização, é possível então comunicar-se. Assim, em sua palestra, Marcelo Lyra contou os pontos-chave do planejamento de recuperação da reputação da Odebrecht. Ele citou o pedido de desculpas público que a empresa fez em dezembro de 2016. Esse foi um marco na comunicação da empresa no momento de crise. “Precisamos mudar de atitude, mudar a forma como nos relacionamos com a sociedade”, afirmou.

Marcelo Lyra, responsável por Comunicação e Sustentabilidade na Odebrecht

Marcelo Lyra, responsável por Comunicação e Sustentabilidade na Odebrecht

Traçando a trajetória do futuro da recuperação reputacional do grupo, Lyra coloca como início, o momento zero, as negociações de delações e leniência. Nesse período, a empresa tinha a obrigação legal de manter o silêncio, que foi aproveitado para se trabalhar detalhadamente o planejamento. A partir daí, o plano envolve etapas didáticas que, não necessariamente seguindo uma ordem cronológica, explicam a estratégia da companhia. Na etapa seguinte ao anúncio de acordo com a justiça, o foco da comunicação foi falar sobre a conformidade e a reestruturação da governança da empresa, para readquirir, nas palavras de Lyra, o “direito de ser ouvido”. A próxima etapa consiste em comunicar a relevância do trabalho que vem sendo feito e a importância da empresa, ou seja, “o direito de existir”. Em seguida, vem o trabalho de rebranding, ou o “direito de conviver”. Após essas etapas, o objetivo é que a empresa tenha construído uma nova relação com a sociedade, de forma a manter uma comunicação constante e intensiva com os públicos.

Sobre o Lidercom

O Lidercom é uma iniciativa da Aberje que surgiu em 2016, com o objetivo de criar um espaço de diálogo e relacionamento para os altos dirigentes da comunicação corporativa, que debatem sobre o papel da comunicação na liderança e nos negócios. Os encontros do Lidercom CEOs, por sua vez, proporcionam uma conversa aberta com líderes empresariais. Desde sua criação, o grupo se reuniu com diversas personalidades, como Roberto Setubal, Richard Edelman e José Luciano Penido.

Olga Pontes, Hamilton dos Santos e Marcelo Lyra, no Lidercom CEOs da Aberje

Olga Pontes, Hamilton dos Santos e Marcelo Lyra, no Lidercom CEOs da Aberje