×

Fundação Odebrecht inicia campanha do Tributo ao Futuro

A campanha 2018/19 do Tributo ao Futuro da Fundação Odebrecht, instituição associada da Aberje, já começou e se estende até o dia 30 de novembro de 2018. Integrantes do Grupo Odebrecht, empresas e demais cidadãos podem realizar doações e contribuir para viabilizar projetos educacionais voltados à formação e inclusão socioprodutiva de adolescentes na zona rural do Baixo Sul da Bahia. Para doar, basta acessar o novo site: www.tributoaofuturo.com.

Estimulando a cultura da doação e a responsabilidade social desde 2004, o Tributo ao Futuro é uma iniciativa da Fundação Odebrecht que já beneficiou, direta e indiretamente, mais de 50 mil pessoas. Tem oportunizado que alunos das Casas Familiares do Baixo Sul da Bahia, instituições de ensino apoiadas pela Fundação Odebrecht por meio do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS), tenham acesso a uma educação para o Desenvolvimento Sustentável, com geração de renda, por meio do fortalecimento da agricultura e utilização dos recursos naturais de forma responsável e consciente.

Participar da campanha é simples: as doações – em qualquer valor – podem ser feitas com a emissão e pagamento de boleto bancário ou utilizando o incentivo fiscal, com a destinação de parte do Imposto de Renda. Para mais informações, é possível consultar o site do Tributo ao Futuro ou entrar em contato com a equipe da Fundação Odebrecht por meio do telefone 4003-4570 (custo de uma ligação local), WhatsApp (71) 99699-6397 ou e-mail (tributoaofuturo@odebrecht.com).

As doações são encaminhadas para os Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA). Cada Fundo é gerido por um Conselho Municipal, que abre editais para que as instituições possam pleitear a captação de recursos para projetos voltados à promoção e à defesa dos direitos das crianças e adolescentes. São executoras dos projetos apoiados pelo Tributo ao Futuro a Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf), a Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I) e a Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), que possuem título de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) com registro no Ministério da Justiça.

Nessas instituições de ensino, que fazem parte do Programa das Escolas Associadas (PEA) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), os alunos beneficiários estão construindo um comportamento protagonista e ajudando a transformar as vidas de suas famílias e comunidades. “A Casa Familiar nos ensina a sermos íntegros em nossos valores. Como agentes multiplicadores, não basta que o conhecimento fique só dentro de nós. É preciso praticar na nossa comunidade e a escola nos proporciona essa visão”, comentou Ionei Silva, aluno do 3º ano da CFR-I.

 

 

Contribuindo com o futuro – “Educação é um tema com o qual sempre estivemos conectados. Acreditamos na força da educação e no potencial do ser humano, como afirma a própria missão da Fundação de educar para Vida, pelo Trabalho, para Valores e superação de Limites, e que está completando 30 anos em 2018. A campanha do Tributo ao Futuro reforça o papel de cada um na construção de um futuro mais justo”, afirma Cristiane Nascimento, responsável por Sustentabilidade na Fundação Odebrecht.

Para os Integrantes do Grupo Odebrecht, esse é um momento já tradicional, no qual é possível fazer a diferença na vida de centenas de adolescentes e reforçar o espírito de servir. Acácio Ballera, da Atvos Polo Taquari, na Costa Rica, participa do Tributo ao Futuro desde 2010 e não abre mão de doar recursos para as iniciativas apoiadas pela Fundação Odebrecht. “Fazer o bem é simples. Essa é uma ferramenta que facilita a doação a projetos sociais que apoiam adolescentes e têm a educação como base para o desenvolvimento. É um trabalho muito impactante”, afirmou Ballera.

Graças à campanha de captação do Tributo ao Futuro no ano passado, mais de cinco mil pessoas na região do Baixo Sul já foram impactadas no primeiro semestre de 2018. Conheça mais resultados na prestação de contas da última campanha. “A captação de recursos por meio do Tributo ao Futuro garante que alunos das Casas Familiares tenham acesso à uma educação de qualidade na zona rural. Esse é o momento de continuarmos engajados numa causa que possibilita a permanência dos adolescentes no campo de forma digna, disseminando conhecimentos e novas técnicas agrícolas às suas famílias e comunidades”, afirma Thiago Maciel, responsável pela iniciativa na Fundação Odebrecht.