×

Paulo Nassar para o JOTA: “O lobby precisa superar a sua má narrativa”

Redação Portal Aberje

Paulo Nassar (Foto: Mariana Pekin)

Paulo Nassar (Foto: Mariana Pekin)

Em entrevista para Guilherme Pimenta (portal JOTA), publicada na última quinta-feira (22), Paulo Nassar, diretor-presidente da Aberje e professor titular da USP, afirmou que o lobby só vai superar sua má narrativa no Brasil com “ética e transparência”. Ele comenta sobre o PL 1.202/07, que visa regulamentar a atividade de lobby no país.

JOTA: É importante regulamentar o lobby no Brasil?

Paulo Nassar: A regulamentação do lobby no Brasil está contextualizada dentro de uma questão maior: a necessidade de mudança do paradigma em que se dão, historicamente, as relações público-privadas em nosso país. Um tipo de relacionamento de conluio em que o perfil dos participantes, as conversas, as agendas, os objetivos, as trocas, os ambientes, dentre outros aspectos, estão sendo postos em xeque principalmente pelo Poder Judiciário.

Assim qualquer projeto de regulamentação do lobby tem que estar alinhado a um outro paradigma em que os relacionamentos entre a sociedade e aqueles que fazem as leis e a gestão pública sejam balizados pela competência, pela legalidade e abençoados por uma legitimidade de grande abrangência social. Se não respeitar esse novo contexto, o projeto se transforma em mais um factoide, produtor de mais um cartório, apenas mais um protocolo de relacionamento, sem potência transformadora. O projeto corre o risco de se transformar em uma fábrica de carteirinhas que dão acesso a um clube old-style.

Veja a entrevista na íntegra no site do JOTA.