Rede Gazeta se direciona para inovação e inaugura hub de audiovisual no ES
29 de junho de 2022
  • English

O novo espaço, chamado Fonte, abriga estúdios de vídeo, podcast, salas de brainstorming e coworking

Sala de produção audiovisual – Carlos Alberto Silva

Conexão, comunicação e cultura: são esses os três pilares que direcionam o Fonte Hub, inaugurado na última terça (21), pela Rede Gazeta. O novo espaço de inovação capixaba, situado onde por anos funcionou a Redação de A Gazeta, chega com a proposta de desenvolver negócios de inovação aberta e ser mais um ponto de encontro entre empresas, startups, academia e outras instituições do Espírito Santo.

A inauguração aconteceu na sede da empresa, em Vitória, onde o hub está localizado, e contou com a participação de representantes de diversos agentes do ecossistema de inovação capixaba, que foram conhecer de perto os detalhes do lugar. A iniciativa de inovação do grupo se soma ao portfólio de 16 negócios em mídia no Espírito Santo, contabilizando emissoras de TV, rádio e sites de notícias.

“Esse empreendimento é fruto de duas coisas: do DNA da Rede Gazeta como uma empresa inovadora e o acaso. A Gazeta foi fundada em 1928 e está até hoje nessa trajetória porque, em alguns momentos, soube inovar. E com essas mudanças, o espaço ficou vago e oportuno para esse novo passo. Sempre esteve muito presente na nossa mente que precisamos nos renovar para manter o grupo na liderança”, pontuou o presidente do grupo, Café Lindenberg.

Com um estúdio de gravação com chroma-key (uma área verde que possibilita a inserção de cenários virtuais), outro para transmissões de podcasts, cabines de áudio, salas de brainstorming e coworking, o Fonte é o primeiro hub do Estado a contar com esse foco na produção de conteúdo audiovisual, intimamente ligado à expertise de comunicação da Rede Gazeta.

O momento também foi de inauguração das instalações físicas do Area 9, programa de inovação aberta do hub Base27, que será realizado no local. “O Area 9 é um projeto para conectar universidades e startups, resolvendo dores em comum. Quando esses dois mundos se encontram, temos um cenário de fomento ao empreendedorismo e à inovação no ES”, explicou Francisco Carvalho, presidente do Base27 – organização que completa dois anos de atuação neste mês de junho e que inicia, com o Area 9, um novo esforço de aproximação entre o universo acadêmico, empresas e aceleradoras de negócios. Atualmente, o Base27 conta com mais de 40 empresas mantenedoras, de diferentes segmentos do Espírito Santo.

Renovação dos negócios

Com o Fonte Hub, a Rede Gazeta pretende se consolidar como um agente relevante no ecossistema capixaba de inovação, mas sem se distanciar do core business do grupo, segundo Café Lindenberg: “O Fonte consolida e torna visível nossa estratégia de nos tornar, também no contexto da inovação aberta, uma referência, colocando a nossa expertise em produção de conteúdo a serviço de novos modelos de negócios”.

O diretor de Inovação e Novos Negócios, Dudu Lindenberg, acrescenta que as iniciativas da Rede Gazeta dentro do ecossistema de inovação – estreitando laços com startups, aceleradoras, outras empresas e o universo acadêmico – permitirão a renovação sustentável do negócio principal do grupo e a criação constante de novos negócios, de forma ágil e conectada a novos públicos.

“Historicamente, nossa empresa sempre esteve na vanguarda dos movimentos de mídia. Enxergamos com certa antecedência a hora certa de aposentar o jornal impresso, mesmo que isso significasse (em 2019) pôr fim ao produto que deu origem a todo o grupo. Mas estamos hoje em um capítulo da história em que não basta se antecipar onde o terreno já é conhecido; precisamos inovar, assumir riscos e buscar novas áreas de atuação junto com quem conhece novos mercados e outras frentes de atuação que dialoguem com a nossa experiência”, afirma Dudu Lindenberg.

Parcerias 

Além do Area 9, que vai funcionar no espaço do Fonte, outra parceria já firmada pela Rede Gazeta para o hub é o programa “Radar de Talentos”, do Centro Universitário Espírito-Santense (Faesa). Cinco estudantes universitários, dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, vão participar do programa de qualificação com foco em inovação e produção audiovisual, além experimentação de tecnologias.

Os alunos começaram as atividades dentro do Fonte já nesta quarta-feira (22), com mentoria de profissionais e módulos práticos para produção audiovisual. No fim do projeto, um dos participantes vai se tornar estagiário da Rede Gazeta.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.