05 de julho de 2024

Newsletter Fake Alert de junho aborda veto a criminalização de desinformação, retomada do PL das Fake News e outros temas

Publicação é parte da Aliança Aberje de Combate às Fake News e reúne fake news disseminadas em maio envolvendo marcas e instituições

A Aliança Aberje de Combate às Fake News divulgou a edição mais recente de sua newsletter mensal, que compila notícias, estudos e exemplos sobre fake news nas organizações. Elaborada pelo jornalista e professor Luiz Chinan, curador da Aliança, a edição de junho da Fake Alert avalia a manutenção pela Câmara dos Deputados do  veto do ex-presidente Jair Bolsonaro que barrou a criminalização das fake news. A Fake Alert de junho também aborda propostas de pesquisadores da Universidade Federal Fluminense (UFF) para combater a disseminação de desinformação científica, bem como uma pesquisa que avalia a eficácia de ações contra a desinformação.

A edição aborda também notícias falsas que ameaçam a diversidade, a sustentabilidade, a democracia e os negócios, como uma promoção da Toyota, a condenação de cientistas da OMS na Índia, uma indenização a ser paga pela Caixa Econômica Federal e o percentual do território brasieliro usado para agricultura. Na cobertura do Aberje Trends, a newsletter destaca os desafios enfrentados pelas organizações para combater boatos.

Para saber mais e conhecer em detalhes o combate às fake news, acesse a newsletter de junho. Para receber o material mensalmente, inscreva-se na página da Aliança.

SOBRE A ALIANÇA

A Aliança Aberje de Combate às Fake News é uma iniciativa da Aberje que surge no LiderCom – grupo de Liderança da Comunicação das empresas associadas à entidade – para conscientizar os funcionários e demais stakeholders das empresas na prevenção e combate às fake news, de modo a conter campanhas de desinformação e reverberar na sociedade a importância de conteúdos que sigam os parâmetros éticos das atividades de comunicação.

A iniciativa têm como base o código de princípios do International Fack-cheking Network, do Poynter Institute, que prevê uma lista de cinco grandes compromissos: compromisso com as fontes, compromisso com a prestação de contas, compromisso com a transparência, compromisso com a honestidade e o compromisso com o não-partidarismo.

  • COMPARTILHAR:

COMENTÁRIOS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *