Volvo comunica valores em novo Memorial da Segurança no Transporte
24 de outubro de 2016
  • English

Andrea Martins

07-memorial-da-seguranca-do-transporte_red
Memorial da Segurança no Transporte, em Curitiba

A montadora sueca Volvo sempre foi reconhecida por fabricar veículos extremamente seguros. O tema faz parte do DNA da marca, que investe em pesquisa e desenvolvimento de produtos que visam proteger motoristas, ocupantes e pedestres.

A Volvo, empresa que produz no Brasil caminhões, ônibus BRT e máquinas para o setor de construção, inaugurou o Memorial da Segurança no Transporte, único espaço dedicado ao tema na América Latina. O espaço está localizado ao lado da fábrica da Volvo, na Cidade Industrial, em Curitiba (PR). Foi aberto na primeira semana de outubro.

Para comunicar a novidade, a Volvo está focando nas mídias sociais e em campanhas de mobiliário urbano em pontos de ônibus de Curitiba, além de spots de rádio. Só o perfil da Volvo Caminhões no Facebook tem mais de 810 mil fãs. A empresa também convidou jornalistas de outros Estados para conhecer o local.

“Segurança é um dos valores fundamentais da nossa marca. Além de produzir os veículos mais seguros do mundo, apoiamos diversas iniciativas de mobilização social nesta área. Acreditamos que todas as pessoas que visitarem este memorial sairão com um olhar diferente, inspirados a repensar seu comportamento no trânsito”, afirma Solange Fusco, diretora de Comunicação Corporativa do Grupo Volvo América Latina.

Segundo a diretora de comunicação, por ano, são mais de 50 mil mortes no trânsito brasileiro. “A cada dois dias é como se caísse um avião. Mas as mortes já fazem parte da rotina”, destaca Solange.

Moderno e interativo, o memorial promove uma visão sobre segurança desde a pré-história até os dias atuais. O local foi projetado com o objetivo promover a experimentação, para que visitante perceba a importância da segurança por meio de atividades lúdicas e interativas, com simuladores de crash test, capotamento e impacto.

Os equipamentos de simulação permitem aos visitantes uma experiência mais real. No simulador de crash test, o visitante senta em um banco de carro, coloca o cinto de segurança e óculos de realidade virtual. O banco é acelerado a 8km/h e acontece o “impacto”, que dá a impressão de ter sido a uma velocidade muito maior.

Já o simulador de capotamento demonstra a importância do cinto de segurança de três pontos dentro de uma cabine de caminhão que gira, simulando um capotamento. No simulador de impacto, uma balança calcula o peso que uma pessoa atinge em um acidente com velocidade de 40 km/h, 60km/h e 80km/h. De acordo com a velocidade, o peso passa das dez toneladas.

O cinto de segurança de três pontas ganha lugar de destaque. Desde a sua invenção, em 1959 por um engenheiro da Volvo, ainda hoje é considerado por especialistas o instrumento que mais salva vida no trânsito todos os anos. “Apesar da invenção ter sido criada na Volvo, a empresa abriu a patente do cinto de segurança para que outras montadoras oferecessem o equipamento”, explica Marco Greiffo, coordenador do Memorial da Segurança.

Uma mesa tátil permite ao visitante sentir a diferença da aderência dos pneus dos veículos nos diferentes tipos de pavimento, como asfalto seco e molhado, terra, paralelepípedo e até na neve.

“Tudo foi pensado para proporcionar uma experiência que leve os visitantes a perceber como a segurança está inserida na sua vida. O objetivo é promover uma educação de trânsito de uma forma leve e ao mesmo tempo impactante”, diz Greiffo.

O projeto arquitetônico atrai a atenção. Um ônibus biarticulado suspenso no teto percorre quase toda a extensão do memorial e sua frente atravessa a parede para compor a fachada do prédio.  Chama a atenção também uma cabine de caminhão que passou por um “crash test” real. A visitação ao memorial é gratuita e deve ser agendada pelo site www.memorialdaseguranca.com.br

O Memorial da Segurança no Transporte é um projeto da Associação Viking, patrocinado pelas empresas Volvo do Brasil e Volvo Financial Services, viabilizado através da Lei Federal de Incentivo a Cultura, Ministério da Cultura e Governo Federal.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *