VLI amplia reuso de água e incentiva atitude ambiental
24 de março de 2021
  • English

Ações têm o objetivo de promover uma atitude sustentável consciente e permanente nas pessoas que convivem na cadeia produtiva da empresa

Como usuária da água potável em inúmeras de suas atividades, a VLI – companhia de soluções logísticas que opera terminais, ferrovias e portos – trabalha incessantemente na conservação deste recurso natural e incentiva práticas de reutilização, bem como de uso mais adequado. Entre as ações da empresa para cumprir seu papel social e garantir o uso correto da água estão campanhas de conscientização dos empregados e da população da área de influência da VLI. De 2012 até agora, mais de 45 mil pessoas participaram de atividades e capacitações promovidas pelo Programa Atitude Ambiental.

Conforme o especialista de Educação Ambiental da companhia, Itamar Lucas Magalhães, o programa auxilia na compreensão das questões socioambientais, permitindo que as pessoas atuem para a melhoria de suas condições de vida, por meio da modificação das suas atitudes.

“O objetivo é conscientizar para a importância da preservação ambiental e o desenvolvimento de atitudes sustentáveis. Para isso, firmamos parcerias com escolas, poder público, lideranças comunitárias, conselhos, organizações não governamentais e a comunidade em geral. Atualmente atuamos em 31 municípios espalhados por 12 estados”, detalha.

Itamar Magalhães ressalta que o programa reforça a missão da VLI de promover conexões que geram valor, o que resulta em mudanças de comportamentos e atitudes em relação ao meio ambiente. “Ele possibilita ao indivíduo e à coletividade se perceberem como sujeitos sociais capazes de compreenderem a integração sociedade-natureza e de se comprometerem em agir na prevenção ambiental. Acredito que com o conhecimento, as pessoas valorizam e cuidam melhor do meio ambiente”, finaliza.

Reutilização

 Em 2020, o sistema de reuso na estação de tratamento localizada em Divinópolis (MG), por exemplo, foi ampliado, gerando economia de 220 m³ por mês. Segundo a especialista em água da VLI, Belisa Mara Dias dos Santos, existem outras estações de tratamento em diversas unidades espalhadas pelo país, como em Imperatriz (MA) e no Terminal Marítimo Inácio Barbosa (TMIB), no Sergipe. Nesses locais, os efluentes tratados são reutilizados em processos operacionais, como lavagens de vagões, pátios, peças e outros equipamentos. Todo esse processo de tratamento dos efluentes segue as diretrizes estabelecidas pela legislação e normas técnicas.

Além disso, Belisa Santos ressalta que, como a VLI é uma usuária da água, é fundamental que, entre suas atividades, a conservação e a reutilização da água sejam praticadas, buscando padrões sustentáveis e responsáveis por meio de ações eficientes e racionais. Também são feitos controles do consumo diário para medir o volume de água captada e utilizada. Esse controle possibilita traçar estratégias para melhor consumo e distribuição da água.

De acordo com ela, projetos para reaproveitamento da água de chuva estão em estudos para que possam ser implantados pela companhia. “A proposta é avançar em formas de captação que preservem os mananciais superficiais e as águas subterrâneas, garantindo a reutilização da água de forma sustentável. A empresa busca garantir não só a quantidade para consumo, mas também a qualidade da água captada. A intenção é permitir que a água seja devolvida ao seu local de origem de maneira correta”. observa.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.