Valor Setorial Comunicação Corporativa discute nova agenda do líder de Comunicação
03 de dezembro de 2019
  • English

A publicação é uma parceria de 12 anos da Aberje com o Valor Econômico

Reportagem de capa do 12º Valor Setorial Comunicação Corporativa (Paulo Nassar, Gustavo Werneck, Luiz Sérgio Vieira, Maitê Leite, Cristina Palmaka, Hamilton dos Santos, Pablo Di Si, Jerome Cadier)

“Quando a Comunicação dita o ritmo do negócio – e impõe uma nova agenda para o Diretor de Comunicação”. Foi a partir deste tema que a Aberje e Valor Econômico elaboraram o caderno Valor Setorial Comunicação Corporativa, publicação bilíngue (português e inglês), fruto de uma parceria entre as duas instituições, que chega à sua 12ª edição. A publicação passa a circular aos assinantes do Valor a partir de hoje (3/12), na versão online, e amanhã (4/12) na versão impressa. Os associados da Aberje também receberão a publicação posteriormente.

Como acontece todos os anos, a reportagem de capa é fruto de uma mesa redonda na sede do jornal, em que participam alguns diretores de comunicação das maiores empresas que atuam no país. A mesa foi mediada por Paulo Nassar, diretor-presidente da Aberje e professor Titular da ECA-USP, e contou com a participação de Tânia Nogueira, editora de Projetos Especiais do Valor Econômico. Participaram da mesa dez líderes de comunicação, foram eles: Fabio Mincarelli, head de Comunicação Corporativa da Henkel Brasil; Fabio Toreta, superintendente de Comunicação da Sabesp; Fernão Silveira, diretor de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade da Fiat; Gislaine Rossetti, Diretora de Relações Institucionais e Regulatório da LATAM Airlines Brasil; Juliana Nunes, diretora de Comunicação Empresarial e Marketing Institucional da CPFL; Luciana Coen, diretora de Comunicação Integrada e Responsabilidade Social Corporativa da SAP; Mario Laffitte, vice-presidente de Relações Governamentais, Comunicação Corporativa, Jurídico, Compliance e Responsabilidade Social Corporativa da Samsung; Patricia Pecego, diretora de Comunicação e Advocacy da Novartis; Paulo Pereira, diretor de Comunicação da Bayer; Priscilla Cortezze, diretora de Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa da Volkswagen.

Além desse tradicional encontro, a edição deste ano contou com outra mesa redonda formada por CEOs de grandes corporações: Cristina Palmaka (SAP), Gustavo Werneck (Gerdau), Jerome Cadier (LATAM Airlines Brasil), Luiz Sergio Vieira (EY), Maitê Leite (Deutsche Bank), Pablo Di Si (Volkswagen), mediados por Hamilton dos Santos, diretor geral da Aberje, e Paulo Nassar. O debate teve como base um estudo realizado Page Society, principal associação de comunicação corporativa dos EUA, que aponta quatro vetores críticos para as corporações atualmente: gestão de relacionamentos e pessoas, transparência, gestão de dados e compliance.

“O aumento da desigualdade social e o risco de colapso ambiental têm levado diferentes setores da sociedade a questionar a atuação das empresas diante desse cenário. Consumidores, colaboradores, parceiros e até mesmo grandes investidores passaram a cobrar um posicionamento transparente e autêntico das corporações em relação a suas ações de responsabilidade social e sustentabilidade empresarial. Neste contexto, a área de comunicação corporativa ganha maior protagonismo e um importante aliado. O principal executivo da companhia, na figura do Chief Executive Officer (CEO), passa a exercer também o papel de posicionar –  e informar – os valores e propósitos da organização para toda a sociedade”, diz a Carta ao Leitor da edição.

Assinantes do Valor podem acessar a versão online neste link.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *