Nubank recria a Porta dos Desesperados para mostrar que Pix do Nubank não tem surpresa desagradável
01 de dezembro de 2020
  • English

Empresa convoca apresentador Sérgio Mallandro para reforçar diferenciais na disputa pelo registro de chaves do novo meio de pagamentos do Banco Central

O Nubank lança campanha para mostrar que, na corrida do Pix, a experiência só é completa quando feita pelo pioneiro em serviços 100% digitais. Para isso, o maior banco digital independente do mundo convidou o apresentador Sérgio Mallandro para recriar a saudosa Porta dos Desesperados e provar que, com o Nubank, não há “surpresas desagradáveis” ou letras miúdas. A campanha estreia hoje (30) em todas as redes sociais da empresa.

A campanha “Pix dos Desesperados” é uma releitura do Nubank da sátira protagonizada por Sérgio Mallandro na década de 1980. O apresentador convidava crianças da plateia para escolher uma dentre três portas – uma delas continha prêmios e brinquedos, já as outras duas guardavam um monstro que perseguia os pequenos pelo auditório.

Na peça publicitária, o apresentador convida participantes a escolherem chaves (em alusão às também “chaves” de registro para utilização do serviço) que abrem as portas da utilização do novo arranjo de pagamentos. Os clientes, então, se deparam com as situações burocráticas escondidas em meio às promessas de praticidade e rapidez feitas por instituições financeiras com a chegada do Pix. Gerentes tentando vender produtos bancários, pilhas de contratos para assinar e outras práticas ainda comuns na maioria dos bancos tradicionais. Somente ao abrir a última porta é que apresentador e participante encontram o que realmente esperavam: o “paraíso” da experiência Pix no Nubank.

Liderança de cadastros

O Nubank já contabilizou o registro de mais de 21 milhões de chaves no Pix informadas por mais de 9 milhões de seus 30 milhões de clientes – hoje divididos entre 15 milhões de usuários de cartões de crédito e 26 milhões de conta digital.

De acordo com o último informativo divulgado pelo Banco Central, já foram cadastradas cerca de 88 milhões de chaves no novo arranjo de pagamentos. O Nubank concentra cerca de 24% do total de cadastros.

O registro de chaves é realizado com a autorização dos clientes via aplicativo do Nubank. As chaves funcionam como apelidos para a conta — um dado vinculado a ela que os clientes poderão compartilhar para receber transferências ou pagamentos. Há quatro opções de chaves: CPF, número de telefone, e-mail e chave aleatória, gerada no próprio app da instituição.

O Pix está em pleno funcionamento para todos os brasileiros desde 16 de novembro e oferece transferências e pagamentos gratuitos e ilimitados de forma instantânea e disponível em todos os dias da semana.

Para mais informações sobre o Pix, acesse: https://blog.nubank.com.br/seu-dinheiro/pix/

Confira a campanha Pix dos Desesperados: https://sou.nu/pixdosdesesperados

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.