Metade dos brasileiros confia que LGPD ajudará a proteger informações privadas, diz pesquisa
08 de setembro de 2020
  • English

Unisys Security Index (USI) aponta que 55% dos brasileiros acreditam que Lei Geral de Proteção de Dados trará avanços na segurança de informações mantidas por empresas

Resultados inéditos do Unisys Security Index™ (USI) 2020, estudo anual conduzido globalmente realizado desde 2007 sobre as preocupações com segurança do consumidor, apontam que cerca de metade dos brasileiros confiam que a Lei Geral de Proteção de Proteção de Dados (LGPD) venha a garantir um melhor sigilo de informações privadas.

 

Segundo a pesquisa, 55% dos brasileiros disseram estar extremamente ou muito confiantes de que a lei trará avanços requeridos para proteger seus dados mantidos por organizações públicas e privadas. O regulamento sobre proteção de dados no Brasil obriga empresas e instituições a cumprir normas de segurança para evitar roubo, vazamento e venda não autorizada de informações pessoais. Com a LGPD em vigor, o Brasil se juntará a mais de 120 países ao redor do mundo que possuem uma lei de proteção de dados parecida com o modelo europeu (GDPR).

 

A receptividade à nova lei revela que a regulamentação governamental atual da computação em nuvem é considerada uma questão no Brasil. Apenas 29% dos entrevistados disseram estar extremamente ou muito confiantes de que organizações públicas e privadas que possuem dados de usuários na nuvem tomem as medidas necessárias de proteção contra ameaças cibernéticas.

 

O USI 2020 aponta, ainda, que metade dos brasileiros (49%) está confiante de que uma identidade cidadã unificada, que use autenticação de diferentes tipos de biometria – como impressão digital, reconhecimento fácil e de íris – protegerá melhor seus dados.

 

 

 

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.