Maio Amarelo é tema de ações nas concessionárias Arteris
24 de maio de 2018
  • English

Em todo o mundo, maio é dedicado à conscientização sobre segurança no trânsito. Nesse sentido, o Grupo Arteris, uma das maiores empresas de concessões de rodovias do Brasil e associado da Aberje, preparou uma campanha, com uma programação especial para a promoção do tema ao longo de todo o mês. O movimento “Maio Amarelo Arteris” envolve cerca de 40 atividades de esclarecimento e conscientização sobre a importância dos motoristas não serem imprudentes no trânsito, ajudando na redução de acidentes e na preservação de vidas.

As iniciativas serão realizadas em todas as nove concessionárias do grupo Arteris (Fernão Dias, Fluminense, Régis Bittencourt, Litoral Sul, Planalto Sul, Autovias, Centrovias, Intervias e ViaPaulista), envolvendo colaboradores, moradores das cidades lindeiras, órgãos de fiscalização, autoridades e usuários das rodovias. Entre as atividades previstas estão edições especiais de programas já mantidos pela área de Sustentabilidade da Arteris, como Passarela Viva, Viva Ciclista, Saúde na Boleia, Serra Segura, Viva Comunidade e Viva Motociclista, que promovem ações de prevenção e conscientização, respectivamente, para pedestres, ciclistas, caminhoneiros e motociclistas sobre temáticas ligadas à saúde e à segurança viária.

 

arteris-maioamarelo

 

Também estão previstas visitas a escolas dos municípios lindeiros às concessionárias – que fazem parte do Projeto Escola, outra iniciativa da companhia que visa preparar educadores para transmitir conceitos sobre cidadania e segurança viária a crianças e jovens em sala de aula –, além de palestras para os colaboradores do Grupo durante o mês.

O slogan da campanha “Não coloque a sua segurança e a dos outros em risco. Maio Amarelo na Arteris” norteia toda a comunicação do Grupo e dos programas de responsabilidade social corporativa durante o período e foca em situações de imprudência, fator predominante dos acidentes registrados nos trechos administrados. Com provocações como “Desrespeitar as leis de trânsito é tão perigoso quanto pular de Bungee Jump sem a corda” e “Dirigir mexendo no celular é tão perigoso quanto pular de paraquedas sem o paraquedas”, as peças têm o objetivo de gerar reflexão sobre os riscos evidentes de uma direção imprudente nas rodovias e no trânsito em geral.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.