KPMG investe em programa de liderança feminina executiva
21 de outubro de 2021
  • English

Como formar de fortalecer os pilares de equidade e diversidade organizacional, a KPMG está realizando um programa de liderança feminina. O projeto é realizado em parceria com a escola Conquer e tem como público as profissionais gerentes da empresa. O objetivo é preparar as executivas para liderar de uma forma ampla bem como prepara-las no próprio desenvolvimento profissional.

Realizado em 12 encontros, o programa é formado por quatro pilares que são os seguintes: protagonismo, marketing pessoal, gestão 360, negociação e neurociência. Além de contar com o treinamento de diversos profissionais do mercado, as participantes podem trocar experiências com as líderes da KPMG. Cerca de 90 gerentes participaram do treinamento e há previsão de formação de novas turmas ainda este ano. Atualmente, a KPMG tem cerca de cinco mil profissionais, sendo 49% mulheres. Desse total, 353 são gerentes e 95 sócias.

“É uma das formas encontradas pela KPMG para intensificar a liderança feminina e de prepará-las no percurso para atingir o nível de Sociedade mais robusto além de, desde já, as posicionar, como executivas no futuro próximo. Todas essas ações estão dentro do pilar social de ESG que abrange ainda meio ambiente e governança”, analisa a sócia de capital humano da KPMG, Luciene Magalhães.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.