Instituto Renault apoia terceira etapa da modernização da Biblioteca Pública do Paraná
15 de janeiro de 2019
  • English

Na metade de dezembro de 2018, ocorreu a inauguração da terceira etapa de modernização da Biblioteca Pública do Paraná. As obras contaram com o apoio do Instituto Renault, em conjunto com o Governo do Estado do Paraná.

Para esta fase do projeto, desenvolvida pelo arquiteto Manoel Coelho, a Renault – que é associada da Aberje – destinou R$ 1,8 milhão em investimentos, por meio da Secretaria de Estado da Cultura.“Promover a cultura e a educação faz parte da estratégia do Instituto Renault. Temos muito orgulho em apoiar mais esta etapa de modernização da Biblioteca Pública do Paraná, espaço que há mais de 160 anos cumpre um papel fundamental no desenvolvimento da cultura e da educação no estado”, afirma Marcus Aguiar, diretor de Relações Institucionais e Governamentais da Renault do Brasil.

Desde 2017, a Renault já destinou cerca de R$ 6,4 milhões para auxiliar na modernização do local, um dos maiores estabelecimentos do gênero do país, reunindo acervo de aproximadamente 630 mil livros, periódicos, fotografias e materiais de multimídia, entre outros. Fundada em 1857, a biblioteca atende, em média, três mil usuários por dia, realizando, também diariamente, cerca de 2 mil empréstimos de livros.

RESTAURAÇÃO – A sede da Biblioteca Pública do Paraná passa por um amplo processo de reformulação, com objetivo de melhorar as instalações, aperfeiçoar o atendimento aos usuários e ampliar os serviços oferecidos.

Na primeira fase, finalizada em 2017, quando a Biblioteca Pública completou 160 anos, foram reformados o auditório, o hall do segundo andar, os banheiros do térreo e a seção de empréstimos. A segunda fase, inaugurada em abril de 2018, contou com a revitalização das salas destinadas à literatura, periódicos, multimeios e materiais infantis. Todos os espaços receberam novo mobiliário, iluminação e pintura. Além disso, os funcionários ganharam uma nova cantina. Banheiros também foram reformados.

Nesta fase, as salas de Filosofia e Religião, Ciências Puras e Aplicadas e Esportes e Belas Artes receberam pintura, mobiliário e projeto de iluminação novos. Também foi criado um novo espaço para as obras raras do acervo, no segundo andar do prédio.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.