Fundação Espaço ECO conduz estudo para promover a diversidade na cadeia de fornecimento
15 de outubro de 2019
  • English

A Fundação Espaço ECO (FEE), mantida pela BASF – associada da Aberje, apoiou o Centro de Integração de Negócios Integrare a partir de um diagnóstico da cadeia de valor que norteará a revisão de seu planejamento estratégico. O estudo teve como objetivo de identificar o diferencial competitivo e o potencial de melhorias para empresas parceiras compradoras e fornecedoras.

A Integrare é uma associação empresarial sem fins lucrativos fundada em 1999, que tem como missão aproximar micro e pequenas empresas (MPEs) de grupos representados por negros, indígenas e pessoas com deficiência (PcDs) e grandes companhias, fortalecendo as cadeias de negócios e tendo como base a inclusão e a diversidade.

A FEE utilizou a ferramenta Análise de Percepção (HotSpot Analysis) para realizar o diagnóstico, a partir de entrevistas individuais e de questionários online que englobaram os dois principais públicos associados da Integrare: empresas compradoras, a maioria delas grandes multinacionais; e as MPEs, potenciais fornecedoras dessas companhias.

Com base nas percepções dos dois públicos, a FEE auxiliou a Integrare a desenhar um plano de ação que inclui uma estratégia de comunicação. “O estudo da FEE buscou potencializar o que já é realizado pela iniciativa e, ao mesmo tempo, identificar desafios e oportunidades para nortear sua evolução e maturidade”, afirma Taisa Caires, coordenadora de Gestão para a Sustentabilidade da Fundação Espaço ECO.

Este é um projeto de interesse público, no qual a FEE reforça seu compromisso de promover o desenvolvimento sustentável no ambiente empresarial e na sociedade, reinvestindo os recursos obtidos no financiamento de novos estudos, pesquisas e ações que beneficiam toda a sociedade. Também está alinhado com o ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) 17, que trata dos meios de implementação dessa agenda e das parcerias da sociedade rumo à sustentabilidade. A Integrare também estimula a mudança de visão de negócio para uma gestão mais eficiente, visando o consumo e produção mais responsáveis, contribuindo para o alcance do ODS 12.

Para a Integrare, o diagnóstico realizado pela FEE permitirá um aperfeiçoamento das ações da organização no momento em que ela chega aos 20 anos de atuação, além de um diálogo mais assertivo com as empresas sobre o tema da diversidade nas cadeias produtivas. “O cenário agora é diferente em relação à quando a Integrare nasceu: hoje as empresas realmente estão colocando em prática ações de diversidade e inclusão. Agora, teremos o embasamento técnico para entender as mudanças do mercado e identificar oportunidades”, diz Umberto Brito, gerente técnico e Relacionamentos Institucionais da Integrare. Atualmente a Integrare conecta um universo de 20 grandes empresas a 200 MPEs inclusivas.

A Integrare já colhe resultados ao longo de sua atuação. Do total de empresas parceiras compradoras da Integrare nos últimos 5 anos, 38% estabeleceram metas anuais de contratação de fornecedores do Centro de Integração. Além disso, 100% das empresas associadas demonstraram disposição em fomentar, de alguma forma, o desenvolvimento de fornecedores.

A parceria entre FEE e Integrare também rendeu o artigo científico “Integrare Program: Adding Value and Promoting Sustainable Business in the Supply Chain”, que foi apresentado no Life Cycle Management 2019 (LCM) – uma das principais conferências mundiais de sustentabilidade,  realizado na cidade de Poznan, na Polônia, em setembro de 2019.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.