Fundação Bill & Melinda Gates, Wellcome e Mastercard lançam iniciativa para tratamento do Coronavírus
12 de março de 2020
  • English

A Fundação Bill & Melinda Gates, a Wellcome e a Mastercard, empresa associada da Aberje, anunciaram o compromisso de alocar até US$ 125 milhões em financiamento para acelerar a resposta à epidemia de Coronavírus (COVID-19), identificando, avaliando, desenvolvendo e produzindo em escala tratamentos para combatê-la. Os parceiros estão comprometidos com o acesso igualitário, incluindo a disponibilização de produtos a preços acessíveis em ambientes com poucos recursos. O COVID-19 Therapeutics Accelerator desempenhará um papel catalisador, acelerando e avaliando medicamentos e produtos biológicos novos e reaproveitados para tratar pacientes com COVID-19 no prazo imediato, e com outros patógenos virais no longo prazo. No momento, não existem antivirais ou imunoterapias de amplo espectro disponíveis para a luta contra patógenos emergentes e nenhum ainda foi aprovado para uso contra o COVID-19.

A Fundação Bill & Melinda Gates e a Wellcome estão contribuindo até US$ 50 milhões, e o Mastercard Impact Fund alocou até US$ 25 milhões para catalisar o trabalho inicial. O financiamento da Fundação Bill & Melinda Gates faz parte de sua alocação de US$ 100 milhões para a resposta ao COVID-19 anunciada no mês passado. “Vírus como o COVID-19 se espalham rapidamente, mas o desenvolvimento de vacinas e tratamentos para detê-los caminha lentamente”, disse Mark Suzman, diretor executivo da Fundação Bill & Melinda Gates. “Se quisermos proteger o mundo contra surtos como o do COVID-19, principalmente aquelas pessoas mais vulneráveis, precisamos encontrar uma maneira de fazer com que a pesquisa e o desenvolvimento se movam com maior velocidade. Isso exige que governos, empresas privadas e organizações filantrópicas ajam rapidamente para financiar a pesquisa e desenvolvimento”.

O COVID-19 Therapeutics Accelerator trabalhará com a Organização Mundial da Saúde, financiadores e organizações governamentais e do setor privado, além de instituições reguladoras e de definição de políticas globais. O Accelerator terá um foco de ponta a ponta, do desenvolvimento do pipeline de medicamentos à fabricação e aumento de escala. Ao compartilhar pesquisas, coordenar investimentos e reunir recursos, esses esforços podem ajudar a acelerar a pesquisa. Esse tipo de colaboração foi uma lição importante aprendida no surto de Ebola em 2014. Ao fornecer um financiamento rápido e flexível nas principais etapas do processo de desenvolvimento, o Accelerator removerá os obstáculos do caminho para novos medicamentos e produtos biológicos para combater o COVID-19 e futuras ameaças epidêmicas, garantindo o acesso a eles em países com menos recursos.

O Dr. Jeremy Farrar, diretor da Wellcome, disse: “Esse vírus é uma ameaça global e precisamos promover parcerias internacionais para desenvolver tratamentos, diagnósticos rápidos e vacinas. A ciência está se movendo em um ritmo fenomenal contra o COVID-19, mas, para superar essa epidemia, precisamos investir mais e garantir a coordenação da pesquisa. O Therapeutics Accelerator nos permitirá fazer isso para possíveis tratamentos, com suporte para pesquisa, desenvolvimento, avaliação e fabricação. O COVID-19 é um vírus extremamente desafiador, mas já provamos que, por meio da colaboração global, podemos enfrentar doenças infecciosas emergentes. Devemos nos empenhar para consolidar os esforços diante do COVID-19 e, ao fazê-lo, continuar a garantir que os avanços sejam acessíveis e disponíveis para todos. Investir agora, em escala, em risco e como um esforço coletivo global é vital para mudarmos o curso dessa epidemia. Convidamos outras pessoas a se juntarem a nós nessa iniciativa”.

Embora os medicamentos antivirais tenham sido aprovados para diminuir a gravidade da gripe sazonal e tratar o HIV, entre outras doenças virais, nenhum deles demonstrou eficácia contra a epidemia atual. Uma razão para a falta de tratamentos eficazes é que os produtos podem não ter um mercado imediato, o que pode retardar ou impedir sua pesquisa e desenvolvimento comercial. O COVID-19 Therapeutics Accelerator foi projetado para ajudar, reunindo recursos e experiência para reduzir o risco financeiro e técnico para a área acadêmica e para empresas de biotecnologia e farmacêuticas, garantindo que esses produtos sejam acessíveis para pessoas em ambientes de poucos recursos. A experiência das empresas farmacêuticas será fundamental para identificar, pesquisar e comercializar medicamentos de sucesso. “Estamos orgulhosos em participar desse esforço crucial para combater o COVID-19 e promover o nosso compromisso com o crescimento inclusivo”, disse Mike Froman, Vice-Presidente da Mastercard. “Esse desafio global não apenas representa um risco para a saúde e a segurança das populações em todo o mundo, mas também representa uma potencial interrupção global da vitalidade econômica de milhões de pessoas, empresas e organizações. Nossa experiência com inclusão financeira nos mostra a importância de construir uma rede colaborativa com integrantes que ofereçam não apenas seu capital, mas ativos e habilidades complementares, e convidamos outros parceiros preocupados com o crescimento inclusivo a se juntarem a esse esforço”.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.