Exposição patrocinada pela FCA revive elementos de comunicação da marca e da memória
26 de dezembro de 2019
  • English

Com espírito pioneiro, o primeiro modelo da Fiat fabricado no Brasil foi o 147. Primeiro automóvel do mundo movido a álcool a ser produzido em série, ele ganhou o apelido de “cachacinha” e se tornou um verdadeiro símbolo de tecnologia e inovação. O lançamento foi realizado em Belo Horizonte, em julho de 1979, no Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão. O modelo, ainda inédito, inovava ao usar etanol da cana-de-açúcar – então chamado simplesmente de “álcool” – para superar a crise do petróleo.

A mostra “Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura”, em cartaz até 1º de março de 2020, em Belo Horizonte (MG) com entrada gratuita, conta com um exemplar original do Fiat 147. É uma realização da Casa Fiat de Cultura, da Secretaria Especial de Cultura e do Ministério da Cidadania, em parceria com o Centro Storico FIAT, a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e o Museu Histórico Abílio Barreto, com o apoio do Consulado da Itália em Belo Horizonte, do Circuito Liberdade, do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha) e do Governo de Minas Gerais. O patrocínio é da Fiat Chrysler Automóveis (FCA), associada da Aberje,da FCA Fiat Chrysler Participações e do Banco Safra.

O carro pertence ao Ministério da Fazenda – que se tornou Ministério da Economia – e ainda carrega a sigla MF estampada em sua porta, como forma de identificá-lo como patrimônio do governo. De cor preta e placa FO-0292, o veículo, hoje mantido e conservado pela equipe de Engenharia da FCA em Betim, também foi transformado em uma plataforma de memórias, com a projeção em seu para-brisas de filmes da inauguração da Fiat e da primeira propaganda do Fiat 147.

Para destacar as linguagens plástica e artística, outras bases do design italiano, há um ambiente com os principais pôsteres da Fiat, criados ao longo de seus 120 anos, e um monitor com exibição de vídeos publicitários, a exemplo dos icônicos carros 500 e 600 e imagens de época da Fiat. Os cartazes italianos foram criados na última década do século XIX e ajudavam a criar, nas pessoas, o desejo por certos objetos. O impacto dessas mensagens – desenhadas a partir de metáforas, cores e símbolos – inspiraram marcas de outros setores e inauguraram um novo jeito de divulgar produtos.

20191127. BELO HORIZONTE-MG – CASA FIAT DE CULTURA – Exposição “Percosi Italiani – 120 anos de história” – Foto Leo Lara/Studio Cerri

LOGO FIAT – Em 120 anos, o logo da Fiat passou por transformações que acompanhavam as tendências de seu tempo e refletiam a imagem da instituição em cada época. O primeiro logo da Fabbrica Italiana Automobili Torino (Fiat), de 1899, tinha detalhes requintados, como uma espécie de pergaminho. Apenas dois anos depois, os detalhes foram aprimorados e o nome foi substituído pela sigla FIAT. Na década de 1930, a cor vermelha passou a colorir a forma circular do logo, celebrando a participação vitoriosa da FIAT nas primeiras corridas automobilísticas.

Em 1968, o icônico emblema de quatro barras, que formavam a palavra FIAT, foi desenvolvido pelo diretor de design italiano Mario Maioli. Em 1982, acabou redesenhado e ganhou o característico fundo azul. Dentre as muitas evoluções, em 2006, a cor vermelha retornou ao logo e, hoje, a fonte clássica da década de 1930 voltou a ser usada, com formas mais modernas e estilizadas.

PROGRAMA EDUCATIVO – Durante o período de exposição, o Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura realiza visitas mediadas de grupos espontâneos (conforme disponibilidade) ou agendadas (pelo telefone 31 3289-8900), explorando a história da imigração e os contextos sociais da Itália, da Argentina e do Brasil, nesses 120 anos. Para os grupos agendados, será proposta a atividade “Árvore da Italianidade” que deverá construir, coletivamente, uma “árvore genealógica” da italianidade em Minas Gerais. “Nessa árvore, os visitantes poderão incluir o nome de familiares, palavras usadas no dia a dia, costumes, comidas que fazem parte de sua rotina e que, de alguma forma, tenham raízes na Itália. A expectativa é despertar essas conexões com o percurso de visitação e destacar, ainda mais, a presença italiana na nossa mineiridade”, explica a Coordenadora do Programa Educativo, Clarita Gonzaga.

No dia 12 de janeiro, entre 10h e 13h, o Programa Educativo propõe um Passeio Cultural pelos chamados “negócios de famílias” que existem em Belo Horizonte, com vínculos tradicionais que atravessam o tempo. Para esta atividade serão reservadas 20 vagas, com inscrições gratuitas pela Sympla. Entre os dias 8 e 26 de janeiro, de quarta a domingo, o público também poderá participar do “Ateliê de Férias: A Velha Befana” e confeccionar fantoches de palito e dedoches, inspirados pela Velha Befana – figura tradicional do folclore italiano, que distribui doces às crianças no início do ano, trazendo ventos de esperança e boas novas. Para esta atividade, a participação é livre, sujeita a lotação do espaço, com entradas às 10h30, às 14h e às 16h.

Em fevereiro, o “Ateliê Aberto: Carnaval de Veneza em BH” será inspirado no tradicional Carnaval de Veneza, na Itália, e apresentará três formatos de máscaras, à moda veneziana, para serem decoradas de acordo com a criatividade de cada participante, resultando em peças únicas e personalizadas. As atividades do ateliê vão ocorrer no período de 1º a 21 de fevereiro de 2020, aos sábados, domingos e feriados, com entradas às 10h30, para crianças até 10 anos e seus acompanhantes, e às 14h para jovens e adultos. A participação também é livre, sujeita a lotação do espaço.

Atividades do Educativo

Passeio Cultural

12 de janeiro de 2020 – 10h às 13h

20 vagas – inscrições pela Sympla

Ateliê de Férias: A Velha Befana

08 a 26 de janeiro de 2020 – de quarta a domingo: Entradas às 10h30, às 14h e às 16h

Participação livre, sujeita a lotação do espaço

Ateliê Aberto: Carnaval de Veneza em BH

1º a 21 de fevereiro de 2020 – sábados, domingos e feriados: Entradas às 10h30 e às 14h

Participação livre, sujeita a lotação do espaço

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.