Encontro Aberje Bahia debateu inovação e reputação na era da “supertransparência”
31 de outubro de 2018
  • English

Capítulos Aberje

3º Encontro Aberje Bahia, na sede da Odebrecht

Inovação e a trajetória de confiança que as marcas precisam estabelecer com a sociedade. Esses foram os principais temas debatidos durante a 3ª edição do Encontro Aberje Bahia, evento voltado a estimular discussões na área de comunicação de forma a agregar valor para profissionais e organizações.

O evento, que aconteceu na sede da Odebrecht, em Salvador, reuniu mais de 90 profissionais, representando 53 entidades, entre empresas, órgãos públicos e profissionais autônomos.

Promovido pela Aberje, o evento foi aberto pelo diretor do Capítulo Aberje Bahia, Marcelo Gentil. “Estarmos aqui é muito importante neste momento em que o país precisa se unir, olhando novamente para o futuro. E esse futuro depende da relação de confiança das instituições, incluindo mídia e empresas”, avalia.

"Estarmos aqui é muito importante neste momento em que o país precisa se unir, olhando novamente para o futuro. E esse futuro depende da relação de confiança das instituições, incluindo mídia e empresas"

Em seguida, a plateia conheceu mais sobre como a Petrobras vem reposicionando sua marca, com foco na inovação, que sempre marcou a história da companhia. O case da foi apresentado pelo coordenador de Atendimento e Integração Regional da Petrobras, Paulo Calegaro, que mergulhou na história da petrolífera, criada em 1953, para depois apresentar os atributos e a personalidade da marca da Petrobras.

“A inovação tecnológica e o desenvolvimento são os pilares de nossas atividades. Foi através do mergulho em nossa história que chegamos ao nosso propósito, que é ‘prover a energia que move a sociedade a realizar o seu potencial’”, disse Calegaro.

Mídia Programática

Na segunda parte do evento, o Papo Aberje reuniu cases de empresas locais, que estão usando a inovação como plataformas de posicionamento e geração de valor para suas marcas. Braskem, Correio e Zygon mostraram suas trajetórias de inovação e entrega de projetos inovadores e com relevância social. O Papo Aberje foi mediado pela coordenadora do curso de Jornalismo da FSBA, Bárbara Souza.

O caso da Braskem foi exposto pelo gerente de Marketing e Relações Institucionais, Milton Pradines, que demonstrou como a reputação de governos, mídia e empresas está em queda no mundo e, de forma ainda mais acentuada, no Brasil. “Marcas com causas sociais relevantes são cada vez mais valorizadas. Mais do que informar e provocar a reflexão, nosso conteúdo promove mudanças na vida das pessoas”, revelou Pradines.

Na sequência, Fábio Gois, gerente de Marketing e Mídias Sociais do Correio, expôs sua trajetória de reposicionamento, vivida a partir de 2008, quando um novo projeto editorial e gráfico foi apresentado aos seus leitores. De lá para cá, segundo Fábio, o veículo passou a ser reconhecido pelos mercados publicitário e leitor, ganhando uma série de premiações, inclusive internacionais. “Estamos na era do conteúdo. Nosso público é diariamente atingido por todos os tipos de informação, vindas de infinitas fontes. Manter ‘muros baixos’ nos permite seguir no rumo da inovação. Com coragem e liberdade para inovar seguiremos na ampliação de nossas plataformas”, afirmou Fábio.

Finalizando o painel sobre Posicionamento Criativo, Lucas Reis, sócio da Zygon, adtech referência em Data Driven Marketing, falou sobre o que há de novo no mundo em mídia programática e posicionamento de marcas.

“Existe um novo mundo trabalhando através da combinação de tecnologia, dados e performance. Basicamente, é preciso transformar tudo que parece ser bem complicado em algo muito simples, fácil e inteligente”, sentenciou Lucas, que está à frente de uma empresa com modelo de negócio escalável e de alto impacto no ecossistema empreendedor.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.