Debate em SP analisa o migué no mercado de trabalho e o impacto na comunicação das organizações no dia 7
31 de maio de 2018
  • English

A Aberje e a consultoria Santo Caos promovem o debate “Migué no mercado de trabalho: o papel da comunicação para aumentar o engajamento e diminuir faltas e atrasos nas empresas”. No encontro, serão apresentados os resultados do estudo “Migué: desengajamento e comunicação no trabalho”, realizado em parceria pela Santo Caos e Pimientos. Acontece dia 7 de junho, das 9h às 12h, na sede da Aberje em São Paulo.

A apresentação de resultados será feita por Guilherme Françolin, Sócio-Diretor da consultoria Santo Caos, e por Gabriel Galvão, Sócio-Diretor da Pimientos. Empresas associadas da Aberje também participam da mesa: Aline Tieppo (Sodexo); Juliana Omena Gomes (Magneti Marelli); e Thais Catucci (MetLife).

Entre faltas e atrasos propositais, as empresas brasileiras perdem cerca de nove dias por ano de trabalho por funcionário que dá “migué”. Gíria que, no ambiente profissional, define o ato de burlar as obrigações por um motivo não tradicionalmente justificável, mas geralmente mascarado por um problema “socialmente aceito”. O trabalho analisou o engajamento de todos os funcionários participantes. O resultado é que, em média, um funcionário que dá “migué” é cerca de 10% menos engajado que aquele que não dá “migué”. Ou seja, existe uma relação direta entre a falta de engajamento de um funcionário e sua motivação para dar “migué”. Quanto à comunicação com a empresa, o estudo identificou que uma relação transparente, com canal aberto, é mais descrita por quem não dá “migué” (66%) do que por quem dá o “migué” (45%).

O evento é prioritário para associados da Aberje e para convidados da Santo Caos. Vagas são limitadas à capacidade do auditório. São exigidas inscrições prévias, com confirmação posterior de presença, através do link https://www.aberje.com.br/calendario/migue/.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.