CPFL Energia é reconhecida pela ONU por programa de eficiência energética em hospitais
05 de julho de 2021
  • English

Até o final de 2020, o programa CPFL nos Hospitais promoveu ações de economia, uso consciente e sustentável de energia em 84 instituições de saúde gerando R$ 6,4 milhões em economia nas contas de energia 

O programa CPFL nos Hospitais, da CPFL Energia, foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um exemplo de boa prática ligada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A iniciativa foi escolhida por ajudar instituições públicas e filantrópicas a reduzir seus custos de energia permitindo que os valores economizados sejam usados nas despesas da própria instituição de saúde.

O reconhecimento se deve à integração dos indicadores ambientais, sociais e econômicos gerados pelo CPFL nos Hospitais, que contribuem diretamente para os ODS:

  • Objetivo 3: Garantir vidas saudáveis e promover o bem-estar para todos em todas as idades;
  • Objetivo 7: Garantir a distribuição de energia acessível, confiável, sustentável e moderna para todos;
  • Objetivo 9: Construir uma infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação;
  • Objetivo 11: Tornar as cidades e assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis;
  • Objetivo 12: Garantir padrões de consumo e produção sustentáveis;
  • Objetivo 13: Tomar medidas urgentes para combater as mudanças climáticas e seus impactos;
  • Objetivo 17: Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

Resultados. Até o final de 2020, o programa CPFL nos Hospitais contribuiu com 84 instituições públicas localizadas nas regiões Sudeste e Sul do Brasil. Outros 115 projetos estão em andamento e 109 em processo de formatação. Os resultados mais relevantes relacionados à implantação do ODS, foram:

  • 5.550 kWp de capacidade instalada de sistemas fotovoltaicos;
  • 55.830 lâmpadas substituídas por LEDs;
  • R$ 6,37 milhões ao ano em economia estimada pela redução do consumo de energia;
  • 13,6 GWh ao ano em geração de energia solar esperada suficiente para abastecer 5.769 residências;
  • 1.027 tCO2 de emissões evitadas, equivalentes ao plantio de mais de 6.159 árvores;

O valor investido entre o início do programa, em 2019, e dezembro de 2020, foi de R$ 72,2 milhões. Além disso, a CPFL investiu cerca de R$ 8 milhões em ações de melhorias de infraestrutura e humanização hospitalar, beneficiando 340 mil pessoas. Por meio da conta de energia, R$ 4,2 milhões foram doados por clientes das distribuidoras do grupo a 105 hospitais.

Pandemia. A pandemia da Covid-19 aumentou a importância do projeto, que integra iniciativas de eficiência energética e investimento social privado para impulsionar a melhoria do serviço prestado pelas instituições públicas de saúde, essenciais para a qualidade de vida da população local. A expectativa é que as ações permitam às instituições de saúde economizar cerca de R$ 18 milhões ao ano com a redução da conta de energia, valor suficiente para custear o atendimento médico de mais 75 mil pacientes por ano. No longo prazo, representado pela vida útil de 20 anos dos painéis solares, a economia com contas de energia mais baixas poderia ajudar a fornecer tratamento para mais de 1,5 milhão de pessoas.

Em 2020, o Instituto CPFL investiu R$ 7,3 milhões em melhorias de infraestrutura e iniciativas de humanização hospitalar, destinou R$ 750 mil para ações de combate ao COVID-19 no público idoso, além da doação de cerca de 6 milhões com recursos próprios da CPFL.

CPFL nos Hospitais. O programa conta com três frentes de trabalho: ações de eficiência energética, investimento na melhoria dos hospitais e um programa de doação em conta de energia para hospitais. O primeiro pilar de eficiência energética conta com investimento de até R$ 150 milhões nas quatro distribuidoras do Grupo CPFL – CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz e RGE – e atenderá até 300 hospitais. Ao final do Programa é esperado que os hospitais economizem aproximadamente R$ 18 milhões por ano em suas contas de energia.

O segundo pilar desse Programa dará continuidade a uma iniciativa conduzida pelo Instituto CPFL. Por meio do PRONON (Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica) e dos Conselhos Municipais do Idoso (CMI), o Instituto CPFL vem investindo na melhoria nas condições dos hospitais. O objetivo deste pilar é ampliar a oferta de serviços e expandir a prestação de serviços médico-assistenciais, apoiar a formação, o treinamento e o aperfeiçoamento de recursos humanos em todos os níveis, e realizar pesquisas clínicas, epidemiológicas, experimentais e socioantropológicas.

Desde 2018, estão em andamento investimentos que somam R$ 4,8 milhões e incluem melhorias nos hospitais do Instituto do Câncer (Fortaleza – CE), Hospital Fornecedores Cana Piracicaba (SP), Hospital Infantil Varela Santiago (Natal – RN), Hospital de Caxias do Sul (RS), Hospital do Câncer de Barretos (SP) e Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi de Veranópolis (RS).

O terceiro pilar do Programa CPFL nos Hospitais permite aos clientes realizar doações para os hospitais por meio da conta de energia. Isso aumenta a arrecadação dos hospitais e Santas Casas, permitindo investimentos na melhoria das condições de atendimento. A CPFL Total – empresa do Grupo CPFL Energia – oferece esse serviço para 94 hospitais nos estados do Rio Grande do Sul e de São Paulo. Essa iniciativa de doação arrecada, em média, R$ 3,7 milhões por ano, recursos que auxiliam a gestão diária dos hospitais participantes. O objetivo é expandir essa iniciativa em 2020.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.