Ceptis conquista Certificado de Energia Renovável
06 de junho de 2022
  • English

Certificação foi emitida pela Comerc em parceria com a Consultoria Sinerconsult
Crédito: Humberto Teski Acervo Ceptis

A empresa Ceptis, especialista em soluções para segurança, conquistou o Certificado de Energia Renovável. Isso é resultado da mudança feita no último ano com a migração para o Mercado Livre de Energia (ACL). Foi possível reduzir 199 toneladas de emissão de CO2, equivalente ao reflorestamento de 1.394 árvores em 30 anos. Além disso, o consumo de energia renovável trouxe uma economia média de 30% na conta de energia elétrica da empresa. A certificação foi emitida pela Comerc em parceria com a Consultoria Sinerconsult.

Nesta modalidade de aquisição de energia, há a livre negociação na escolha do fornecedor da energia, flexibilidade quanto ao montante de consumo, definição do preço, prazo e indexação para o contrato de energia elétrica, pois a aquisição não é mais vinculada às regras rígidas do Mercado Cativo. Essa flexibilidade permite o acesso à energia limpa por meio de fontes renováveis, diminuindo o impacto ao meio ambiente. O Mercado Livre de Energia é responsável atualmente por 80% da energia consumida pelas indústrias do país.  Segundo a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), as fontes de energia solar e eólica lideram a expansão da oferta de energia elétrica no Brasil, com 82% da geração total em construção com previsão de entrar em operação até 2026.

A Ceptis também ganhou reconhecimento internacional pelas tintas da linha Intaglio (Talho Doce), através do procedimento PE-445, que causam menos impacto ao meio ambiente em comparação a outras tintas similares. O Rótulo Ecológico (Ecolabel) no segmento de tintas e vernizes certificada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas), com o reconhecimento da GEN (Global Ecolabelling Network), entidade internacional que promove a rotulagem ambiental em todo o mundo, demonstra o compromisso da empresa os recursos naturais e pioneirismo em inovação.

Resíduos sólidos

A Ceptis, como uma empresa pioneira no ramo de tintas para cédulas bancárias e documentos de valor, dispositivos digitais de proteção e sistemas de rastreabilidade segura, também atua em outras frentes ambientais. A gestão de resíduos é feita tanto no parque industrial, quanto internamente. Em 2021, foram gerados 101,23 kg de resíduos de processo por tonelada da tinta produzida. Uma redução de mais de 50% em relação ao ano de 2020.

Os resíduos químicos passam por um coprocessamento de destruição térmica, ou seja, enquanto os resíduos estão sendo destruídos no interior do forno, está acontecendo a produção de cimento. A parte orgânica dos resíduos é destruída termicamente, havendo o aproveitamento energético e a inorgânica vira cinza e se combina com os elementos já existentes nas matérias-primas do cimento. Os materiais são compostos de: 36% de solvente, 32% de papel e plástico contaminado, 28% de borra de tinta e 4% de pano contaminado. Todos esses resíduos são identificados pode meio de etiquetas para que possam ser entregues ao local adequado.

Os materiais como papelões, plásticos, tambores de metal e sucatas de eletrônicos são enviados para reciclagem. Já a sucata de metal, por exemplo, é vendida para um sucateiro intermediário como forma de estender o ciclo de vida da cadeia de produção. Em 2021, foram arrecadados R$ 49.142 com a venda de sucata metálica.

Já neste ano, uma ação promovida para descarte seguro de documentos possibilitou enviar 2,69 toneladas de papel para reciclagem. Outra ação que começou neste ano foi a de compostagem dos resíduos orgânicos gerados na cozinha: 46% do resíduo orgânico produzido na Ceptis é compostável.

Desde 2019, a Ceptis tem o Ecopoint para coletar óleo de cozinha, tampinhas de plástico, argolas de latinha e pilhas e baterias. Além da área do desapego, na qual os empregados podem colocar algo que não usem mais e retirar algo que considerem útil.

Outra iniciativa é a prática da logística reversa dos materiais utilizados nas operações fabris (Scorpios). O resíduo é enviado para a unidade em Santa Cruz e lá recebe a destinação correta.

Recursos naturais

Em 2021, a Ceptis alcançou bons resultados na economia de água: 5.954,50 m³ de água de reuso oriunda da estação de tratamento de esgoto da Ceptis dariam 3 piscinas olímpicas e 10.078 m³ de esgoto enviado para estação de tratamento de esgoto da Ceptis encheriam 4 piscinas olímpicas. Além disso, 36% da água utilizada na Ceptis foi gerada na própria estação de tratamento.

A Ceptis também faz reflorestamento como forma de compensação ambiental. Foram plantados 8,5 hectares (1.105.008,5m²), o que corresponde a 10 estádios de futebol padrão FIFA.

A novidade deste ano é a criação de um aplicativo para melhorar o Controle Operacional do HSE, que possui uma das funções sobre os “Aspectos e Impactos Ambientais”. Nele, é possível fazer a inclusão, avaliação, consulta e controle dos aspectos e impactos de riscos e ambientais na Ceptis.

 

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.