Case Votorantim – Todos Contra o Coronavírus
15 de abril de 2021
  • English

No início de março de 2020, a Votorantim, multinacional brasileira com 103 anos e mais de 34 mil funcionários, decidiu ser protagonista no enfrentamento da pandemia. Os acionistas, a holding investidora Votorantim S.A. e as empresas de seu portfólio (banco BV, CBA, Citrosuco, Legado das Águas, Nexa, Votorantim Cimentos e Votorantim Energia), por meio do Instituto Votorantim, assumiram o compromisso de direcionar juntos R$ 150 milhões em recursos financeiros e operacionais para combater a Covid-19.

Antevendo a disseminação da Covid-19 pelo interior do Brasil, o principal foco da Votorantim foi, desde o início, o apoio às pequenas cidades, que têm menos infraestrutura e recursos, e onde a capilaridade de atuação das investidas e do Instituto Votorantim seria mais valiosa. Cerca de 400 projetos sociais em mais de 261 cidades, nas cinco regiões do Brasil, foram redirecionados para o combate à Covid. As ações tiveram início em março, logo após a decretação da pandemia pela Organização Mundial da Saúde.

Foi realizado um conjunto estruturado de medidas, como: doação de EPIs; envio de equipamentos hospitalares (ventiladores, respiradores e raio-x); destinação de recursos em projetos de telemedicina para diversos municípios; criação do Índice de Vulnerabilidade dos Municípios (IVM), que indica a vulnerabilidade de todas as cidades do Brasil diante da pandemia; apoio para a equipar as fábricas de  vacinas em São Paulo e no Rio de Janeiro;

As iniciativas tiveram apoio técnico e médico da Beneficência Portuguesa de São Paulo, organização de referência médica e apoiada historicamente pela Votorantim.

Para obter o máximo alcance das iniciativas, a comunicação com a população e com o poder público teria função essencial. No período de 4 dias,  o grupo multidisciplinar de trabalho responsável pela comunicação definiu:

  • Governança: definição de diretrizes para a comunicação sobre as iniciativas, alinhando mensagens-chave transversais e reforçando o caráter contributivo da comunicação às iniciativas, seguindo o princípio da transparência. A Votorantim S.A. e o Instituto Votorantim organizaram as divulgações de maneira matricial, construindo com agências parceiras materiais (press releases, comunicados internos, peças para mídias sociais e imagens) e mensagens alinhadas para serem utilizadas pelas empresas investidas Votorantim. Definiu-se que os funcionários sempre seriam o primeiro público a receber as informações do projeto;
  • Branding: criação de naming e KV próprios para o projeto, a fim de promover a unificação visual dos esforços de comunicação. O nome definido foi TODOS CONTRA O CORONAVÍRUS, remetendo ao trabalho colaborativo entre Votorantim S.A., Instituto Votorantim, empresas do portfólio, parceiro médico (o complexo hospitalar e de saúde BP) e sociedade;
  • Site de transparência : criação de ambiente público para apresentação de cada iniciativa, com informações sobre recursos direcionados, localidade e documentação (vídeos e fotos) que comprovassem sua execução;
  • Toolkit para anúncio público: criação de documentos básicos para disseminação da comunicação pelas empresas investidas, incluindo materiais de comunicação interna, de redes sociais, Q&As e de Public Relations/Media Relations.

Resultados: As iniciativas receberam ampla exposição em todo o País, por meio da grande imprensa e da mídia local nas cidades menores. No período de março a dezembro de 2020, houve: 1.854 matérias publicadas; sendo 1.014 publicações em veículos Tier 1 (veículos de alcance nacional, regional e local que são foco do Instituto Votorantim). O sentimento positivo das inserções foi de 99,9%. A transmissão das mensagens alcançou 64,8%.

Resultados de comunicação interna e em mídias sociais: 35 mil funcionários impactados; e 98 mil pessoas atingidas nas redes sociais, com 6,19% de índice de comprometimento. (Esses números são orgânicos, não houve nenhum tipo de aumento da mídia nas redes sociais.) 

Ações contra a pandemia em curso em 2021:

Foi realizado um estudo de impacto para avaliar a eficácia das ações realizadas em 2020. Esse levantamento constatou o efeito mais importante do apoio aos gestores públicos, em relação a outras ações adotadas.

O estudo  mostrou que, para os municípios que receberam a mentoria de apoio à gestão pública, estima-se que quase 1.000 vidas possam ter sido poupadas e mais de 3.500 vidas, considerando mentoria + doação de EPIs. Além disso, houve redução de casos de Covid-19: os municípios que receberam a mentoria têm como estimativa a redução de + de 33 mil casos de COVID e nos municípios com mentoria + doação de EPIs, a redução seria de mais de 115 mil casos.

Diante disso, neste ano, as ações prosseguem com dois focos principais, ambos voltados ao apoio aos gestores públicos de dezenas de municípios espalhados por todo o Brasil:

Programa de Apoio à Gestão Pública (AGP 2021) em saúde das cidades atendidas:

  • Os focos são a manutenção de ações no enfrentamento à Covid-19 e também o fortalecimento da assistência integral à saúde.
  • Estão sendo atendidos 39 municípios, e há previsão de aumentar esse número. O investimento total em saúde, incluindo o AGP, é de aproximadamente R$ 7,5 milhões.
  • O programa atua em duas frentes: Continuidade do Enfrentamento à Covid-19 e Atenção Integral à Saúde. Entre os trabalhos desenvolvidos, estão: apoio ao plano municipal de vacinação, fluxo e gestão do rastreamento, acompanhamento de sintomas (melhora, piora leve, piora aguda) e encaminhamentos (altas, internações, transferências), identificação de áreas de vazios sanitários e vulnerabilidades etc.

Parceria pela Valorização da Educação (PVE), ação tradicional do Instituto Votorantim, de apoio às secretarias de educação e aos gestores escolares, agora voltada para lidar com os desafios da pandemia. As ações estão voltadas para o processo de retomada da aprendizagem de maneira presencial, e também para estratégias de busca ativa e ensino híbrido (presencial e virtual).

  • Há 67 municípios com participação confirmada na PVE até o momento. Existe possibilidade de ampliar o atendimento para até 70 cidades.
  • Investimento em 2021: R$ 10 milhões.
 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *