fbpx
×

Campanha de Doação de Órgãos 2018 do Instituto Unimed Vitória “bomba” nas redes sociais

A Campanha de Doação de Órgãos do nosso associado Instituto Unimed Vitória acontece sempre no mês de setembro e, este ano, vem com o tema: “É importante saber. É importante falar”. O lançamento oficial aconteceu no dia 29 de agosto, em um shopping da Capital, e uma das principais marcas da iniciativa, em 2018, são as tatuagens autoadesivas inspiradas no tema da campanha. Os desenhos, criados pela designer capixaba Maria Sanz, já estão “bombando” nas timelines dos capixabas, com a hashtag #quefiquedito.

Por todo lado, seja no Facebook ou Instagram, as peças aparecem estampadas na pele de influenciadores, bloggers, jornalistas e cidadãos engajados com a causa. Este é o terceiro ano consecutivo que o Instituto Unimed Vitória abraça a temática. A ideia é conscientizar a população sobre a necessidade de deixar informado aos familiares o seu desejo em ser um doador e assim diminuir o número de pessoas que esperam na fila por um transplante. A tatuagem é justamente para dar a ideia de “estampar na pele” o desejo de ser doador.

Hoje, segundo dados da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), só no Espírito Santo, 936 pessoas aguardam por um transplante de rim, 73 de córnea, 44 de fígado e cinco por um transplante de coração. No Brasil, o número total de pessoas na fila de espera ultrapassa a casa dos 47 mil.

Para se ter ideia, ainda de acordo com a ABTO, até junho deste ano, no Estado, 66 pessoas não resistiram à espera por um órgão e acabaram morrendo.

 

Hashtag

A iniciativa está sendo trabalhada nas redes sociais com a hashtag #quefiquedito, e também em outdoors espalhados por todo o Estado. Além da designer Maria Sanz, o projeto conta com a participação do atleta de MMA Erick Silva e da empresária e blogueira Luisa Meirelles. Os três aparecem em vídeos apoiando e incentivando a causa.

No dia 27 de setembro é comemorado o Dia Nacional de Doação de Órgãos. Por conta disso, o mês ficou conhecido como Setembro Verde e é todo dedicado à conscientização em favor da doação de órgãos.

 

Números

Com as constantes campanhas a favor da doação de órgãos, entre elas, a do Instituto Unimed Vitória, o Espírito Santo registrou redução de 22,15% do número de recusas familiares para doação no primeiro semestre de 2018 em relação ao mesmo período de 2017, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

De janeiro a junho deste ano, familiares de 15 dos 35 pacientes que poderiam doar não autorizaram a captação dos órgãos, o que representa 42,85% de negativa familiar.

No mesmo período de 2017, dos 67 pacientes com morte encefálica que apresentaram condições clínicas para doação, 44 casos, ou seja, 65%, não tiveram autorização da família para a doação.

Este ano, no primeiro semestre, foram realizados 229 transplantes no Estado. Atualmente, mais de 1.000 pessoas estão na fila de espera no Espírito Santo.