Caixa Seguradora adota home office para proteger colaboradores
23 de março de 2020
  • English

A Holding Caixa Seguradora, associada da Aberje, anunciou uma série de medidas para proteger seus mais de 3 mil colaboradores contra o novo coronavírus. As medidas seguem práticas já testadas mundo afora que tiveram sucesso na redução do contágio. A empresa se antecipou a uma eventual quarentena oficial, como a realizada na Itália, e colocou quase todos os empregados trabalhando no modelo home office.

Com DNA francês, as empresas da holding  já seguiam vários protocolos de prevenção da matriz na Europa. Desde a semana passada, reuniões com mais de 20 pessoas e eventos corporativos estavam proibidos, espaços de convivência estavam fechados e a limpeza constante dos ambientes estava sendo redobrada. “Mas o alastramento do vírus no país pedia mais”, explica o presidente da holding, Laurent Jumelle. “Precisávamos tirar as pessoas dali. A melhor forma de prevenção é todo mundo ficar em casa”.

Confira abaixo as principais medidas tomadas pela companhia:

Home office – A empresa trabalhou para garantir acesso remoto para todos. Atualmente, dois terços dos colaboradores já trabalha de casa. A mudança começou na semana passada. Primeiro, foram liberados para home office as pessoas em grupos de risco para o Covid-19 ou com vive com alguém nesse grupo. Depois, pais que não tem com quem deixar os filhos e pessoas que utilizam o transporte público. A partir de sexta-feira, o modelo remoto será para praticamente 100% do time.

Serviço médico – Mesmo com os colaboradores em casa, o serviço médico da empresa continuará funcionando. Quem está em casa poderá ligar para tirar dúvidas sobre prevenção e sintomas da doença causada pelo novo coronavírus.

Ticket alimentação para funcionários – Para dar suporte às famílias no momento de isolamento social, a empresa antecipará aos funcionários e estagiários o vale alimentação referente ao 13º salário.

Valorização da produção local e do pequeno produtor – Alguns pequenos negócios localizados ao lado da sede da Caixa Seguradora, em Brasília, depende economicamente do consumo dos colaboradores da empresa. Por isso, a companhia negociará com os pequenos restaurantes nos arredores o fornecimento de marmitas para os colaboradores com funções que não são compatíveis com home office e que trabalharão na sede. “São poucos, mas que fazem um trabalho fundamental para permitir que o resto do time trabalhe de casa. Teremos cuidados redobrados com eles”, explica Laurent.

Plano de saúde para ex-funcionários – Ciente de que muita gente está tendo dificuldades financeiras nesse momento, a empresa estenderá temporariamente o plano de saúde para funcionários que saíram da empresa em 2020.

Ajuda a idosos – A empresa sabe que os idosos são os que correm maior risco. Muitos deles vivem em asilos e ficarão meses sem receber visitas. Para evitar que faltem mantimentos, o Instituto Caixa Seguradora selecionou três instituições em Brasília e doará recursos para que sejam comprados alimentos, produtos de limpeza, materiais de higiene e equipamentos necessários para o funcionamentos dos espaços.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.