Boehringer Ingelheim Brasil desenvolve várias iniciativas pelo país contra o coronavírus
26 de junho de 2020
  • English

As doações da farmacêutica Boehringer Ingelheim – associada da Aberje, em relação a apoio a diferentes setores da sociedade para combater a pandemia do Covid-19, suportam várias iniciativas no país, somando-se a R$ 2 milhões em doações diretas .

Um exemplo está na compra de 2.000 testes rápidos para covid-19 para as secretarias Municipais de Saúde de Paulínia (SP) e Itapecerica da Serra (SP), onde estão localizadas as fábricas da companhia, e ainda na compra de ventilador mecânico para doação à Secretaria Municipal de Paulínia. A Casa Hunter, organização sem fins lucrativos que apoia pacientes com doenças raras, seus familiares e médicos especialistas, também recebeu recursos que serão utilizados para produção e distribuição de equipamentos de proteção individual (EPIs) para entidades de saúde.

A Boehringer também fez doação de EPIs para serviços de saúde por meio da Federação dos Hospitais e Santas Casas de São Paulo e da Confederação das Santas Casas e também para hospitais públicos de diversos Estados.

Além das ações sociais, o Brasil foi o primeiro país a manter a realização, de forma virtual este ano, do VTI Day ou “Value Through Innovation Day”, evento em que todas as unidades da Boehringer Ingelheim ao redor do mundo dedicam para falar sobre Inovação.

A maior parte da verba que seria investida no evento presencial foi destinada ao apoio para o Horas da Vida e também para a Ampara Animal, ONG que colabora com mais de 450 abrigos e protetores animais no Brasil.

Referência em tratamentos para doença pulmonar obstrutiva crônica e para fibrose pulmonar, a companhia também realiza buscas em suas bases de dados de mais de um milhão de moléculas para verificar se há compostos que possam ser utilizados para o tratamento de problemas pulmonares graves causados pela covid-19 . A farmacêutica integra uma comunidade de indústrias e pesquisadores, em busca de soluções para o enfrentamento da pandemia. Outra linha de pesquisa investiga se medicamentos antivirais já existentes, como os desenvolvidos para tratamento de pacientes com HIV e hepatite C, podem ser utilizados como possíveis tratamentos para a covid-19 .

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.