BNDES adere ao Pacto Global da ONU, fortalecendo transparência de medidas socioambientais
12 de agosto de 2021
  • English

●        Banco se compromete a informar anualmente o progresso de suas ações em favor dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)
●        Iniciativa fortalece agenda de direitos humanos, meio ambiente, trabalho e combate à corrupção

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) formalizou adesão à Rede Brasil do Pacto Global, iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) para a promoção de dez princípios nas áreas de meio ambiente, direitos humanos, trabalho e anticorrupção e para o envolvimento das empresas no avanço dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).
Com a medida, o Banco passa a fazer parte de um grupo de mais de 16 mil membros no mundo (entre empresas, entidades governamentais e agências oficiais e multilaterais de 160 países). Eles se comprometem com práticas nesses quatro campos e em comunicar para a sociedade os esforços nesse sentido. Assumem o compromisso, por exemplo, de informar anualmente o impacto de suas ações em cada uma das áreas temáticas e nos ODS.

“A adesão do BNDES à Rede Brasil do Pacto Global demonstra o quanto entidades públicas e privadas do País estão maduras e comprometidas com assuntos urgentes e imprescindíveis. Ao trabalharmos conjuntamente poderemos encontrar caminhos, de maneira assertiva, para acelerar esses temas”, destaca Carlo Pereira, diretor-executivo da Rede Brasil do Pacto Global.

Para a Diretora Financeira do BNDES, Bianca Nasser, “ao aderir ao Pacto Global, o BNDES se junta a outras importantes instituições no posicionamento em favor de agendas que são historicamente inerentes à atuação do Banco. O compromisso com o Pacto facilita a comunicação da atuação do BNDES na agenda de sustentabilidade com os diversos públicos que acompanham sua atuação, em especial investidores que estão atentos às nossas atividades e o impacto que temos na economia brasileira”, explica a diretora.

“A adesão soma-se a iniciativas de aprimoramentos internos anunciadas recentemente e consolida o compromisso com os princípios do Pacto, cujas premissas já pautam nossa atuação desde a fundação”, declara o Diretor de Crédito Produtivo e Socioambiental do BNDES, Bruno Aranha. “O Banco participará de um importante fórum de discussões sobre a agenda ASG (ambiental, social e de governança) e também terá oportunidades de contribuir com a construção das ações futuras, agregando novos elementos à sua atuação como o banco do desenvolvimento sustentável brasileiro”, complementa.

Ao aderir à iniciativa, o BNDES irá trabalhar em conjunto com a Rede Brasil do Pacto Global, que estrutura projetos e ações comuns entre os 1.300 membros, contribuindo para o desenvolvimento de práticas empresariais mais sustentáveis. As iniciativas conjuntas se dividem em sete plataformas de ação: ODS, água, agro sustentável, clima, direitos humanos, combate à corrupção e comunicação e engajamento.

Diversos instrumentos já implementados pelo BNDES evidenciaram o compromisso da instituição com os princípios do Pacto Global mesmo antes da adesão formal ao compromisso, como a Política de Responsabilidade Social e Ambiental, a Política de Equidade de Gênero e Valorização da Diversidade, o Fundo Socioambiental, a Política de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo e a Política de Transparência.

Além disso, desde 2019 o BNDES vem se esforçando para identificar o quanto suas ações podem contribuir para os ODS. Um dos resultados é uma página com um mapa onde é possível associar, em cada estado brasileiro, o impacto econômico das ações do Banco a cada ODS.
Saiba mais sobre o Pacto Global no Blog do Desenvolvimento, dentro da Agência BNDES de Notícias.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.