A COP-26 e a importância da agricultura brasileira em prol de um mundo verde e sustentável
29 de novembro de 2021
  • English

A COP-26 trouxe à luz a importância de se discutir sobre como são produzidos os alimentos que chegam a nossa mesa. Já há algum tempo, a cadeia de valor dos alimentos passa por grandes e relevantes mudanças, tendo a sustentabilidade e a rastreabilidade como focos primordiais, tudo isso motivado pela emergência climática atual, que levou também a uma transformação nas demandas dos consumidores e nas políticas governamentais.

É necessário que todos se comprometam e trabalhem para um planeta cada vez mais sustentável, com responsabilidade ambiental em toda a cadeia econômica e produtiva. Muito antes da COP-26, a Yara já estava atenta a estes anseios por parte da sociedade de uma produção que respeite o meio ambiente. Desde 2005, reduzimos as emissões das nossas operações globais em quase 45%. E, ao lado de outras mais de cem empresas e entidades setoriais com atuação em território brasileiro, fomos signatários de uma carta apresentada à organização do evento, na qual defendemos o protagonismo do Brasil na luta contra o agravamento e os efeitos das mudanças climáticas e o papel do país na defesa de uma economia de baixo carbono e neutra para o clima. Nós acreditamos na força e capacidade do Brasil para liderar esses temas mundiais.

Além disso, durante a COP-26, a Yara anunciou sua adesão à “First Movers Coalition“, iniciativa ambiental que reúne grandes indústrias de aço, cimento, alumínio, produtos químicos, transporte marítimo, aviação e transporte rodoviário, com o compromisso de, até 2030, comprar apenas produtos de baixo carbono para ajudar a desenvolver cadeias de suprimentos “verdes” e cumprir as metas climáticas. Assumimos também, ao lado de outras 27 companhias, a iniciativa H2Zero, que tem o objetivo de acelerar o uso e a produção de hidrogênio como uma parte essencial para descarbonizar as indústrias.

Na agricultura, os produtores rurais estão cada vez mais atentos às tendências climáticas e buscando iniciativas que possam ajudá-los nesta missão de alimentar o mundo de maneira sustentável e responsável. Isso pode se dar por meio do apoio e orientação para o uso correto de insumos, da substituição por produtos que reduzam a emissão de gases de efeito estufa e retenham carbono no solo, ou ações que os incentivem financeiramente, como a geração de créditos de carbono emitida a partir da adoção de práticas sustentáveis em suas atividades agrícolas.

Estamos certos de que a solução para os desafios que a sociedade e o planeta enfrentarão nos próximos anos passa por uma agricultura mais produtiva e sustentável. O Brasil e o agricultor brasileiro têm um papel fundamental e a Yara acredita e fará sua parte para ser a parceira preferida dos clientes e demais parceiros de negócios nessa jornada. Estamos dedicados a um futuro neutro em carbono, com meta de neutralidade climática até 2050. Globalmente, estamos posicionados para ajudar a descarbonizar a cadeia alimentar, com relações de confiança com milhões de agricultores, em 65 países. Vemos uma oportunidade clara de contribuir para a agricultura sustentável e, ao mesmo tempo, construir novos negócios para os agricultores e para a empresa.

A atuação da Yara para a descarbonização da agricultura e da indústria é ampla e envolve diferentes frentes de atuação. Além do próprio fertilizante verde, estamos investindo em inovação aberta e venture capital, por exemplo; trabalhando com ferramentas digitais inovadoras e eficientes em termos de recursos, adequadas para qualquer agricultor em todo o mundo; apoiando os agricultores (a criar) para criarem fluxos de receita verde, ao mesmo tempo em que incentivamos os consumidores a fazerem escolhas de baixo carbono; entre outras iniciativas. Movida por conhecimento, ciência e um forte senso de propósito, para construir valor e lucratividade em longo prazo, ao mesmo tempo que cumpre Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, a Yara atua em três áreas foco:

  • Agricultura verde: Por meio de tecnologia e ferramentas digitais, é possível acelerar a agricultura de carbono positivo, tornando a atividade agrícola mais eficiente em termos de recursos, mais produtiva e ecologicamente correta. Somos pioneiros no desenvolvimento de fertilizantes livres de carbono e está desenvolvendo soluções baseadas em nutrientes recirculados, garantindo que fertilizantes orgânicos também possam ser utilizados na agricultura de precisão.
  • Receita verde: Por meio de parcerias, estamos introduzindo total transparência na cadeia de valor alimentar e, assim, criando fontes de receita verde para os agricultores. Ao unir forças com outras empresas, bem como governos e órgãos reguladores, a empresa está criando um mercado de carbono, onde os agricultores são pagos pela captura e armazenamento do carbono. Recentemente, lançamos no Brasil a Agoro Carbon Alliance, iniciativa criada para incentivar os agricultores a adotarem práticas sustentáveis e obterem receitas com crédito de carbono.
  • Energia verde: o hidrogênio limpo conduzirá a transição para um futuro livre de combustíveis fósseis. A amônia verde é a porta de entrada para essa economia de hidrogênio limpo, porque é a melhor e mais fácil maneira de transportar e armazenar hidrogênio. Somos líderes mundiais em amônia e nos associamos a várias empresas de energia limpa para permitir a produção de amônia verde. Isso levará à produção de fertilizantes livres de carbono. Além disso, servirá como combustível livre de carbono para a indústria de transporte marítimo e permitirá a descarbonização de outras indústrias que fazem uso intensivo de energia. Recentemente, firmamos uma parceria com a Raízen para a aquisição diária de 20 mil m3 de biometano, que servirá como insumo para produzir amônia verde e, consequentemente, fertilizante verde.

O agricultor brasileiro possui um histórico de boas práticas agrícolas para o meio ambiente, como o cultivo por cobertura e o plantio direto, modelos que revolucionaram a agricultura brasileira. E o fertilizante é um dos ativos mais relevantes para contribuir com a jornada da agricultura rumo a um futuro sustentável, por permitir maiores índices de produtividade agrícola sem a necessidade de expansão da área plantada.

Temos orgulho de contribuir ativamente com o desenvolvimento não apenas da agricultura brasileira, mas de todo o sistema alimentar nacional, há mais de 40 anos. Por meio de parcerias e conexões com a indústria de alimentos, a Yara busca ajudar os produtores brasileiros a prosperarem e atenderem as suas metas e responsabilidades, além do próprio anseio da sociedade por produtos que representem esse “compromisso verde”. Dessa forma, estamos atuando do campo à mesa, e integrando diferentes elos da mesma cadeia em prol de um objetivo em comum: alimentar o mundo e proteger o planeta.

Esperamos que as discussões e os compromissos firmados durante a COP-26 sejam cumpridos à risca, para que a imagem do agronegócio brasileiro perante o mundo seja cada vez mais positiva, vista como um setor que de fato contribui para o futuro da humanidade. E, nós profissionais de comunicação temos uma papel fundamental na promoção dessa discussão e no engajamento dos nossos públicos com a transparência e atuação de toda a nossa cadeia.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin