Arquitetos da Vila, Revolusolar e Se Vira, Mulher! são destaques do Lab Habitação: Inovação e Moradia
26 de dezembro de 2019
  • English

Para fortalecer soluções de impacto social que têm ajudado a tornar as moradias de milhares de brasileiros mais salubres, dignas e confortáveis, a Artemisia e Gerdau, empresa associada da Aberje, criaram o Lab Habitação: Inovação e Moradia.

Em sua segunda edição, o programa de aceleração de curto prazo potencializou a atuação de empreendedores responsáveis por 14 soluções inovadoras no setor de habitação. Ao longo do processo de cinco semanas, Arquitetos da Vila, Revolusolar e Se Vira, Mulher! – empresas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, respectivamente – se destacaram e receberam um capital-semente para apoiar o aprimoramento das soluçõesA iniciativa, que avaliou mais de 490 iniciativas do setor, contou com a parceria da Votorantim Cimentos, também associada da Aberje, e ainda do Instituto Vedacit e Tigre além de apoio da CAIXA e CAU/BR.

Segundo Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemisia, o sonho de contribuir para que os brasileiros possam viver com dignidade e poder de escolha passa pelo apoio à novas iniciativas empreendedoras no setor de habitação. “Quando analisamos os componentes que formam uma vida digna e segura, a questão habitacional se mostra intrinsecamente ligada à qualidade de vida e à saúde da população. É urgente lançarmos o olhar para o contingente de pessoas vivendo em condições inadequadas. Transformar a habitação insalubre ou irregular em um ambiente seguro, digno, confortável e saudável representa uma faísca de transformação, que impacta positivamente em pessoas, famílias e na cidade como um todo”, afirma a executiva, acrescentando que para analisar os desafios da habitação no Brasil – que afetam a vida das pessoas em situação de vulnerabilidade econômica – e apontar quais seriam as oportunidades para empreender para gerar impacto positivo nessa temática, a organização lançou este ano uma análise setorial. “Vemos que os negócios que são destaque dessa aceleração se enquadram em três das oportunidades detectadas pela Tese de Impacto Social em Habitação”, finaliza.

De acordo com Marcos Faraco, diretor-executivo da Gerdau Aços Brasil, os resultados da segunda edição do programa reforçaram a convicção de que negócios de impacto social podem oferecer soluções que colaborem com os temas de habitação para população de baixa renda no país. “Os negócios que mais se destacaram – Arquitetos da Vila, Se Vira, Mulher! e Revolusolar – mostram a importância de iniciativas empreendedoras e trazem modelos de negócio disruptivos, focados na transformação em diferentes temas do dia a dia da população brasileira”, afirma.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *