Agência paraense lança programa de cocriação com startups de diversos segmentos
26 de abril de 2017
  • English

POST2

A Temple Comunicação, agência de inteligência social do Norte do país e associada à Aberje, lançou no dia 18 de abril o primeiro edital de convocação de startups na Amazônia. O Programa Helix, como é chamada a iniciativa, pretende estimular o mercado da inovação da região, atraindo e crocriando projetos que possam ser aplicados em ambientes corporativos. As inscrições estão disponíveis no site www.temple.com.br/helix até o dia 26 de maio.

As quatro melhores ideias que tragam em si soluções para negócios serão convidadas para ocupar o prédio da agência, um casarão antigo, na região que fica no entorno do centro histórico de Belém, no prazo de seis meses. Neste período, a empresa, que possui 19 anos de experiência no mercado de comunicação corporativa, vai disponibilizar espaço físico, mentoria em gestão e comunicação, além de um amplo networking com os clientes dos setores de mineração, energia, logística, dentre outros segmentos da indústria atendidos pela agência.

Esta contrapartida da agência totaliza um investimento equivalente a R$ 400 mil. “Acreditamos que não dá para sobreviver sem inovar. Não estamos falando só de tecnologia e, sim, de estar atento ao que está ocorrendo no mercado da comunicação, que é tão dinâmico. Vamos abrir a nossa casa para proporcionar uma troca valiosa de experiências”, afirma Cleide Pinheiro, diretora da agência.

De acordo com a diretora, o programa espera acolher diferentes soluções, tanto na comunicação, com projetos que envolvam novos formatos audiovisuais como storydoing, animação, projeção mapeada, passando por realidade virtual, realidade aumentada; tecnologia mobile aplicada a diferentes áreas, de inteligência estratégica, como Business Intelligence, a gerenciamento de projetos e equipes, além de geomarketing e cartografia colaborativa.

A agência também tem interesse em projetos que possam ser aplicados a Ciências Sociais, como mapeamento e construção colaborativa de indicadores sociais de interesse local e novas alternativas de indicadores de desenvolvimento econômicos, ambientais e sociais.

No marketing esportivo, busca soluções de entretenimento em diversas modalidades esportivas. Para Negócios sustentáveis, a empresa quer soluções para negócios socioambientais, marketing de causa, design circular e comunicação para atender demandas em logística reversa, educação ambiental e economia compartilhada.

 

 

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.