AccorHotels compartilha as descobertas do seu estudo global sobre pegada socioeconômica
26 de fevereiro de 2016
  • English

 
   

A AccorHotels, a operadora líder mundial de serviços hoteleiros, publicou as descobertas do seu primeiro estudo sobre pegada socioeconômica. Esse estudo faz parte da iniciativa de responsabilidade social corporativa do Grupo, e o seu objetivo é quantificar e analisar os efeitos cascata das suas atividades no mundo todo e sobre as economias locais. As descobertas desse mapa de impactos ajudarão o Grupo a incorporar alavancas mais eficazes para:

  •       Fortalecer os impactos positivos nas comunidades vizinhas a seus hotéis;
  •       Limitar qualquer impacto negativo que possa surgir do seu desenvolvimento.

Metodologia

Utopies, uma empresa de consultoria especializada nesse campo e que desenvolveu a ferramenta de modelagem LOCAL FOOTPRINT® para estimar os impactos indiretos e induzidos em 186 países e 25 setores comerciais, produziu esse relatório. A EY, uma empresa especializada independente, o auditou e certificou. Ele abrange os 3.600 hotéis do Grupo (todos os sistemas administrativos combinados), se baseia nas suas demonstrações financeiras de 2013, e analisa os três principais fluxos financeiros do Grupo na economia, nomeadamente:

  •       As despesas dos hotéis (essencialmente aquisições de fornecedores);
  •       Os salários que os hotéis da marca AccorHotels pagam a seus funcionários;
  •       Os impostos resultantes das atividades do Grupo.

O método usado não inclui as despesas locais dos hóspedes que se hospedam nos hotéis.

Com base nesses fluxos, ele quantifica 3 tipos de impactos:

  •       Diretos: o valor que o Grupo agrega e a presença de funcionários da AccorHotels no mundo todo
  •       Indiretos: os impactos econômicos das suas aquisições, despesas ou investimentos;
  •       Induzidos: as atividades apoiadas pelos funcionários e os impostos pagos pela AccorHotels ou pelos seus fornecedores (consumo doméstico e despesas públicas).

O estudo está disponível tanto para a indústria quanto para o público em geral em Planet 21 Research, uma plataforma de conhecimentos compartilhados sobre desenvolvimento sustentável.

 

Duas descobertas chave:

  1.    A AccorHotels mantém cerca de 880.000 empregos (diretos, indiretos e induzidos)

Com mais de 186.000 empregos girando diretamente em torno da sua atividade principal, a atividade do Grupo já criou ou apoia cerca de 700.000 empregos indiretos e induzidos no mundo todo, em três principais setores: serviços corporativos (lavanderia, limpeza, segurança), agricultura (em torno da sua atividade F&B) e serviços públicos (educação, serviços de saúde e transportes).

As descobertas do estudo sugerem que cada emprego criado por uma marca da AccorHotels sustenta mais de quatro outros empregos no mundo todo.

2.    A AccorHotels cria principalmente riqueza nos seus países sede

A contribuição do Grupo para o PIB global soma €22 bilhões, i.e. o equivalente a um país como Chipre. Essa contribuição inclui o valor que o Grupo agrega diretamente, mais o valor que suas atividades geram entre seus fornecedores, consumo doméstico e despesas públicas.

De modo geral, os impactos econômicos das atividades do Grupo estão relacionados com a sua presença local. Em outras palavras, França, Alemanha, Austrália, Grã-Bretanha e Brasil estão usufruindo de porções substanciais da riqueza que o Grupo está criando. Porém, os Estados Unidos, onde o Grupo tem uma presença menor, tem obtido não obstante isso contribuições econômicas consideráveis para o seu PIB (€672 milhões).

França: um emprego direto criado na França pela AccorHotels mantém 1,2 empregos indiretos e induzidos adicionais nos países

Através dos seus quase 1.500 hotéis e 34.000 pessoas trabalhando para as marcas da AccorHotels na França, o Grupo já criou ou mantém mais de 130.000 empregos no mundo todo (incluindo 30.000 indiretos e 66.000 induzidos).

Na França, cerca de 40.000 empregos indiretos e induzidos são mantidos pelas atividades da AccorHotel França. De acordo com o estudo, cada €1,00 em receitas que a AccorHotels gera na França contribui com €1,52 para o PIB do país, e, portanto, a França representa mais de um quarto da contribuição do Grupo para o PIB global (€22 bilhões).

 

 

  •  

Esse estudo destaca o fato de que o impulso de criação de valor do Grupo possui profundas raízes locais, e que, portanto, ele precisa intensificar continuamente sua responsabilidade econômica e social nos seus países sede. Para atingir esse fim, em 2014 a AccorHotels atualizou sua Carta de Ética e Responsabilidade Social Corporativa e nomeou um Comitê para supervisionar a observância e incrementar sua responsabilidade nas áreas de ética empresarial, integridade e observância legal.

 

Essa pegada também aponta para as profundas interconexões existentes entre o Grupo, suas partes interessadas, e seus países sede. O papel da AccorHotels como parceira comercial e cliente implica uma substancial responsabilidade. Isso a levou a estabelecer mecanismos de monitoração em toda a sua cadeia de valor, e em particular a desenvolver iniciativas conjuntas de inovação com seus principais parceiros para aperfeiçoar as práticas do setor. A AccorHotels usará essas descobertas para atualizar o novo capítulo do PLANET 21, seu programa de desenvolvimento sustentável, que ela apresentará na próxima primavera. 

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.