Accor apoia implementação do Programa Acolhe, do Instituto Avon, em Alagoas
07 de julho de 2022
  • English

Colaboração fortalecerá redes de apoio e proteção à população feminina do estado que oferecerá, por meio do Programa Acolhe, abrigamento temporário, capacitações profissionais e assistência social, psicológica e jurídica

Luiza Barreiros, secretária do Gabinete Civil; Maria Silva, secretária de Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas; Renata Rodovalho, coordenadora de parcerias do Instituto Avon; e Ana Costa, vice-presidente de assuntos jurídicos e relações governamentais da Natura & Co para América Latina

Nesta terça-feira (05), o Governo de Alagoas e a Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (SEMUDH) assinaram um acordo de cooperação com o Instituto Avon para a implementação do Programa Acolhe no estado. O projeto foi criado pelo Instituto Avon, braço social da Avon, em parceria com o Grupo Accor e com o apoio técnico do Instituto para Desenvolvimento Sustentável (INDES), visando garantir o acolhimento de mulheres em situação de violência.

O termo foi assinado no Palácio do Governo do Estado de Alagoas e contou com a presença de Renata Rodovalho, coordenadora de parcerias do Instituto Avon; Ana Costa, vice-presidente de assuntos jurídicos e relações governamentais da Natura & Co para América Latina; Maria Silva, Secretária de Mulher e dos Direitos Humanos do Estado de Alagoas; Dilma Pinheiro, Presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher (CEDIM) e Superintendente da SEMUDH; Caroline Balbino, secretária de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo; Adriana Wanderley, secretária municipal da Mulher de Tanque D’arca; João Francisco de Carvalho, Instituto de Desenvolvimento Sustentável – INDES; e a Delegada da Mulher Ana Luiza Nogueira, da Polícia Civil de Alagoas; entre outras autoridades.

Financiado pelo Fundo de Investimento Social Privado pelo Fim das Violências Contra Mulheres e Meninas, o Programa Acolhe oferece abrigo temporário em hotéis para as mulheres em situação de violência e risco, além dos seus dependentes. Em até quinze dias de hospedagem, são oferecidas/os refeições completas, serviços de lavanderia, computador e internet, cursos profissionalizantes e assistência social, psicológica e jurídica. O objetivo da iniciativa é unir esforços com os órgãos públicos regionais para potencializar as redes de proteção e apoio à população feminina em situação de violência, ampliando as possibilidades de atendimento.

“Ao oferecer um local seguro para que possam se abrigar, além de alimentação adequada, orientação especializada e suporte para que possam se recolocar no mercado de trabalho caso seja necessário, também ajudamos essas mulheres a se fortalecerem, física e mentalmente, para conquistarem a autonomia necessária para romper os ciclos de violência nos quais estão inseridas”, explica Daniela Grelin, diretora executiva do Instituto Avon. Até o momento, o programa já viabilizou 1.152 diárias para abrigamento temporário em hotéis da rede Accor e 457 atendimentos em 200 municípios de 18 estados brasileiros.

A iniciativa será coordenada pela Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos de Alagoas. Maceió e Arapiraca serão pontos focais do Programa Acolhe em Alagoas, mas todo o estado será contemplado com o direcionamento dos casos às regiões mais próximas.

“A parceria que hoje estamos firmando vai beneficiar não só a vítima, como também seus dependentes. A violência, que atinge a mulher independente de raça, gênero ou classe social, é um reflexo de uma sociedade impregnada com o machismo, com a misoginia e com a percepção errônea de que as mulheres são o sexo frágil. A mulher é a base de toda a família, e é com essa força que conseguiremos ajudar muitas delas a se recuperarem do trauma e trilharem novos caminhos”, destacou a secretária Maria Silva.

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2022, o estado de Alagoas registrou aumento de 23,5% de casos de estupro em 2021. No comparativo, foram 676 ocorrências em 2020 e 835 no ano passado.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.