AABB Comunidade lança projeto piloto de Inclusão Digital publicado em: 25/10/2017

Vinte cidades brasileiras vão receber inicialmente o projeto piloto de Inserção Juvenil na Economia Digital que irá formar crianças e jovens do programa AABB Comunidade para o mercado de trabalho. O programa será conduzido pelo Instituto Cesar – Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife, sediado em Pernambuco. A Associação Atlética Banco do Brasil é clube social, recreativo e esportivo dos funcionários do Banco do Brasil, instituição financeira associada da Aberje.

O projeto piloto irá oferecer cursos voltados para a  inserção socioprodutiva na economia digital. Os alunos utilizarão materiais interativos em plataforma online educativa, de acordo com a faixa etária. Os educadores e coordenadores das AABBs também receberão treinamento.

A assinatura do convênio ocorreu durante a abertura do 3º Encontro Nacional de AABBs, realizado na metade de outubro em Brasília. Na ocasião, o presidente da Fundação BB, Asclepius Soares, reforçou o compromisso da Fundação BB na transformação social na vida dos participantes. “A gente está muito feliz com esta parceria, pois sabemos que este programa irá levar mais dignidade e conhecimento para essas crianças. O AABB Comunidade representa acolhimento. Lá, as crianças e adolescentes recebem educação, alimentação, atividades lúdicas e agora eles vão sair de lá muito mais preparados para alcançar seus sonhos e profissões”, disse.

Já o diretor de Estratégia e Organização do Banco do Brasil, Carlos Netto, destacou que o convênio reforça o papel do AABB Comunidade. “Este programa tem condições de transformar a vida dessas crianças para o mundo digital, cada vez mais presente nas nossas vidas. É muito gratificante saber que estamos renovando ao projetar um Brasil melhor”, disse.

O programa – Segundo o diretor do Instituto Cesar, Felipe Santana, o programa terá dois anos e será dividido em três etapas. A primeira é para realizar um estudo exploratório, para que seja possível tornar o modelo disseminado no Brasil todo. “Nós precisamos entender as diferenças sociais, culturais, as diferenças das necessidades dos arranjos produtivos locais onde cada AABB está inserida”, explicou. Nesta etapa, os técnicos do Cesar vão conversar com educadores, educandos, dirigentes, prefeituras e com a sociedade. Depois disso, será feita uma análise para produção do material pedagógico digital e não digital, chamado Programa Pedagógico Executivo.

Para colocar em prática, no primeiro ano, este modelo vai ser concentrado na região Nordeste,  com a formação de educadores (presencial e online). Em seguida será feita a replicação deste aprendizado dos educadores com os educandos, com acompanhamento presencial e online com mentores do Cesar. Ao final, será elaborado um exercício de inserção socioprodutiva com os jovens, no contexto de arranjos produtivos locais. Terminado o primeiro ano, será feita uma avaliação para possíveis ajustes para o modelo ser colocado em prática na região Sul, seguindo o mesmo roteiro de formação de educadores, educandos e exercício de inserção socioprodutiva.

30 anos de AABB Comunidade – O AABB Comunidade é uma tecnologia social que oferece complementação escolar para crianças e adolescentes da rede pública de ensino, com idades entre 6 e 18 anos incompletos. O Programa, que é fruto de parceria entre a Fundação BB e a FENABB, é realizado nas AABBs de todo o País. De 2007 a 2017, o investimento social da Fundação BB no projeto foi de R$ 172,6 milhões, com atendimento a 592 mil participantes de 478 municípios de todo país.

Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *