fbpx
×

A voluntária que contou aos meios de comunicação as possíveis reações à vacina faz parte dos testes de Oxford

Redação Portal Aberje

A história de uma voluntária que faz parte de um dos testes de vacina contra o novo coronavírus no Brasil viralizou nas redes sociais em pouco mais de dois dias. Ela contava ter tido reações à dose, que internautas afirmaram ser da “vacina chinesa do Doria”. No entanto, isto é falso. Ela faz parte dos testes da Universidade de Oxford, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e não tem relação com a CoronaVac, cujos testes são coordenados pelo Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, em São Paulo.

Leia mais aqui