Yara incentiva participação feminina no Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre (MG)
09 de março de 2021
  • English

Mulheres ocupam posições em atividades gerenciais, administrativas e operacionais do complexo


Elisandra Alvarenga – Engenheira Ambiental da Yara

 

A Yara, líder mundial em nutrição de plantas, incentiva a presença feminina em suas operações no Brasil. Neste Dia Internacional da Mulher, a companhia celebra a importância da presença feminina em suas unidades operacionais e misturadoras, além da ampliação do leque de atuação de mulheres nas mais diversas áreas da empresa. No Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre (CMISS) não é diferente.

“Nosso propósito é promover constantemente a inclusão feminina em nossa empresa, inclusive em posições de liderança. Hoje, todas as áreas do CMISS possuem mulheres em seus quadros e acreditamos que temos oportunidades de ampliar ainda mais”, afirma Renato Tavares, diretor de Projetos da Yara Brasil.

Como destaque, duas mulheres ocupam cargos importantes no CMISS. Pollyane Rodrigues, que trabalha há pouco mais de três anos na Yara, foi promovida recentemente. Ela, que atuava como analista de Produção Jr., se candidatou no processo seletivo, que reuniu um total de cerca de 350 profissionais de dentro e fora da empresa, e hoje é a primeira mulher a ser supervisora de mina da unidade. Já Elisandra Alvarenga, engenheira Ambiental e com nove anos de empresa, está à frente dos licenciamentos ambientais referentes à obra do Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre (CMISS).

“Tenho 18 anos de mineração e esta foi a minha primeira promoção profissional da vida. Estou muito contente porque, dos lugares em que trabalhei, foi na Yara que percebi a maior possibilidade de promoção e de inserção de mulheres em cargos de liderança. Ser líder de homens comprova que as mulheres têm condições de ganhar cada vez mais espaço, além de mostrar que é possível alcançar nossos objetivos de crescer profissionalmente na carreira”, explica Pollyane.

“Ocupo uma função muito importante para o nosso complexo, pois cumprir o cronograma de licenciamento ambiental é fundamental para que a planta possa entrar em plena operação. Estou há nove anos na empresa e vejo que a Yara, cada vez mais, está empenhada em inserir mulheres em postos de liderança e na busca a igualdade dentro da organização. Antes, eu atuava na engenharia da empresa, que é um ambiente dominado por homens, e mesmo assim fui muito bem recebida por todos. O desafio é grande, mas consegui me estabelecer, crescer e mostrar que, independente do gênero, o que importa é o seu profissionalismo porque isso dará a você oportunidade de alcançar um cargo melhor”, afirma Elisandra.

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.