Conheça as 6 tecnologias mais usadas em comunicação no Brasil
26 de abril de 2021
  • English

Publicado originalmente no LinkedIn em 14 de abril de 2021.

Meu olhar sobre a segunda edição da pesquisa “O Que Esperar da Comunicação Organizacional em 2021”, criada e coordenada pela Aberje.

Foram 204 empresas, das quais a maioria (57%) está no estado de São Paulo. 44% são companhias privadas e multinacionais, na sua maioria brasileiras e dos mais variado setores.

A primeira característica é que os times são pequenos. A média é de 8 profissionais por companhia, sendo que 49% das áreas têm até 5 profissionai! Tudo isso para cobrir Relações com Imprensa, Comunicação com Funcionários, Comunicação Executiva, Mídias Socias e Gestão de Crise. Não estou colocando nesta conta Responsabilidade Corporativa, Sustentabilidade (sim, um estudo sobre o qual vou falar aqui, mostra que profissionais de comunicação estão assumindo as áreas de Sustentabilidade das empresas na América Latina) e Relações Governamentais.

Te pergunto: ser um time pequeno é ruim? Minha opinião: não. Ruim é não ter recurso. O time interno pequeno nas empresas pode fazer da Comunicação uma área super ágil e resiliente. As áreas de comunicação trabalham com agências. De acordo com a pesquisa, 57% vão continuar trabalhando com agências e 34% vão aumentar seu trabalho com agências no futuro.

Isto é ouro. As agências nos dão perspectiva, oxigenam o time, trazem criatividade. Eu pessoalmente gosto de trabalhar com equipes de diferentes agências. Diversidade traz inovação. Não é à toa que a pesquisa traz as 6 tecnologias já incorporadas pelas áreas de comunicação nas empresas, por ordem de adoção:

  1. QR Code
  2. Apps (aplicaticos)
  3. Conteúdo 360
  4. Chatbot
  5. Realidade Virtual/Big Data
  6. Algoritmos/IA e Realidade Aumentada

Outra coisa que me chamou muito a atenção é um olhar para comunicação de questões sociais, que até bem pouco tempo atrás era “problema do governo”. Esta pandemia acelerou uma tendência, que é a do ativismo corporativo (você leu reportagem do Valor recente sobre isso?). Só 10% das empresas que responderam à pesquisa acharam pouco provável que vão começar a falar abertamente sobre questões sociais este ano. 58% começaram a fazer isso e 32% acham provável ou muito provável que devam começar este ano. Esta para mim é uma boa notícia também. Aumento de transparência no setor privado e todos olhando para uma só comunidade, #umsóplaneta.

E aproveito para trazer uma última questão, esta de gênero: 75% das pessoas que responderam à pesquisa são mulheres e 25% são homens. O ideal seria que fosse proporcional. Portanto, uma convocação aqui: venham homens trabalhar nesta área fantástica que é a comunicação!

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin