13 de julho de 2016

Marca, comunicação e significado.

As marcas são frutos de relacionamentos e de criação de vínculos. As empresas carregam em si um imaginário coletivo nem sempre consciente. Como tudo comunica, tudo significa.

As palavras e os discursos carregam forte simbologia. A cada palavra escutada, interpretamos e visualizamos seu significado. Mas não são apenas as palavras faladas ou escritas que possuem significados. As coisas, os lugares, a decoração, a organização dos espaços, as cores e as imagens também são carregadas de significados. É por isso que dizemos que tudo comunica. As marcas e seu imaginário, por exemplo. As marcas não são apenas logotipos pintados na parede ou estampadas em cartões de visita. Elas traduzem propostas, ideias e promessas que nos provocam, geram emoções, criam expectativas, percepções, desejos e também até antipatia. É preciso entender que a comunicação vai muito além da palavra e do lado racional que as empresas utilizam, acreditando que de forma cerebral tudo vai ser resolvido. Como tudo comunica, tudo significa. Cada empresa, cada organização é um conjunto simbólico em movimento com rituais, comportamentos, discursos, jeito de se relacionar e de cuidar ou não dos vínculos entre as pessoas que são espelho de um inconsciente coletivo bastante valioso para o observador mais atento.

https://www.youtube.com/watch?v=3wTYo1nVhk0

Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor.

Luiz Antônio Gaulia

Jornalista. Mestre em Comunicação Social pela PUC-Rio. Especialista em Comunicação Empresarial pela Syracuse University/Aberje. Pós-graduado em Marketing e em Comunicação Jornalística. Ex-Gerente de Comunicação da CSN - Cia. Siderúrgica Nacional e da Alunorte (PA). Atuou no O Boticário e no Grupo Votorantim. Realizou projetos de comunicação corporativa e sustentabilidade para a VALE, a Light, Petrobras, Ajinomoto e Norsul. Foi Gerente de Comunicação Corporativa e Sustentabilidade do Grupo Estácio. É Diretor da Race Comunicação e professor da FGV Rio e da ESPM SP.

  • COMPARTILHAR:

COMENTÁRIOS: