Decifra-te ou o mercado te devora
19 de maio de 2016
  • English

Executiva consagrada realiza-se como dona de pousada. Publicitário larga a agência e se torna coach independente. Diretora de arte ganha a vida fazendo bolos espetaculares. Quantos casos como esse pipocaram na tela do seu LinkedIn ou do Facebook recentemente?

livro
Working Identity, Herminia Ibarra

As pessoas gostam de pensar que a chave para uma mudança exitosa de carreira é um planejamento impecável – saber exatamente o que se quer fazer e então, usar seu conhecimento para direcionar suas ações. Na vida real, é bem difícil encontrar uma pessoa que saiba exatamente o que quer fazer, especialmente depois de anos na mesma atividade ou na mesma empresa.

A experiência e a teoria* têm me mostrado que o processo de reinvenção da sua identidade profissional passa por algumas etapas de um ciclo:

  1. explorar novas possibilidades – o que posso me tornar? quais são minhas alternativas?
  2. experimentar as novas possibilidades, ainda vivendo a identidade anterior.
  3. analisar se a experiência ofereceu maior congruência entre “quem eu sou “e o que eu faço da vida”
  4. aprofundar e consolidar a experiência, alterando seu esquema de vida, mudando suas prioridades, contando para as pessoas seus novos planos. E voltar para o “1”.

A lição que eu tiro do nascimento de novas identidades, tão comum hoje em dia, é que acerta mais quem se conhece melhor. Promover esse autoconhecimento passa por terapia e auto-reflexão. Ajuda ter colegas-amigos, daqueles que te falam toda a verdade sobre quem é você no trabalho. Listei algumas perguntas para você fazer em frente ao espelho, e refletir muito sobre as respostas:

  • Quando me lembro de ter sido muito feliz no meu trabalho?
  • Como eram as atividades que eu realizava?
  • Como era a empresa? Quem eram meu chefe e meus colegas?
  • Como era o esquema de vida – estressante, tranquilo?
  • Em que fase da vida eu estava – 100% disponível e focada no trabalho? A vida pessoal exigia muito?

Vá sem medo para a frente do espelho para se conhecer melhor e começar logo a sua re-construção. Como disse Sócrates, o filósofo, “o segredo da mudança é focar sua energia não em lutar contra o velho, mas em construir o novo”.

 

* Working Identity, Herminia Ibarra, professora do INSEAD

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.