Menções ao termo “fake news” crescem 96% na imprensa nacional publicado em: 12/03/2020

A Knewin, empresa de tecnologia que usa inteligência artificial e é associada da Aberje, fez um levantamento entre janeiro de 2017 e janeiro de 2020 sobre a quantidade de menções ao termo “fake news” na mídia brasileira.

Ao todo, foram encontradas mais de 540 mil matérias. A quantidade mensal, no entanto, aumentou gradualmente – no primeiro mês pesquisado, a expressão acumulava somente 676 notícias, subindo para oito mil menções em dezembro do mesmo ano. A média anual de 2017 foi de 2600 matérias, enquanto em 2018 o número passou para mais de 21 mil menções por mês, devido às eleições presidenciais. Em 2019, a média continuou alta, com mais de 19 mil notícias por mês.

2020 começou mantendo a tendência de aumento: 21590 menções em janeiro, em comparação às 14 mil do mesmo mês no ano passado, quase 12 mil em 2018 e menos de mil em 2017.

INTERESSE – O termo começou a ter mais repercussão em dezembro de 2017, com temas como Wikileaks e eleições presidenciais dos Estados Unidos, resultando em mais de oito mil matérias no mês. A CPI das Fake News, em abril de 2019, e as reformas trabalhista e da previdência foram motivos de pico das menções à expressão no ano passado, somando 25 mil notícias.

A soma dos 37 meses analisados totaliza mais de meio milhão de notícias na imprensa nacional, tendo um pico em outubro de 2018, devido às eleições presidenciais, com mais de 75 mil matérias publicadas durante o mês.

Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *