McDonald’s e funcionários se unem para promover respeito e diversidade
28 de junho de 2021
  • English

No mês que é celebrado o orgulho LGBTQI+, conheça a história de pessoas que evoluíram pessoal e profissionalmente com o apoio da Arcos Dorados, franquia da marca na região

Hadassah Fogaça, Embaixadora da Experiência do Cliente no McDonald’s

Quando entrou para o time de atendentes do McDonald’s, aos 17 anos, Hadassah Fogaça já se identificava como mulher trans, mas, por receio de como seria recebida no ambiente de trabalho, se apresentava como um homem gay. Com o passar do tempo, vieram oportunidades de crescimento dentro da rede, que a levaram à conquista de novos cargos, como Embaixadora da Experiência do Cliente e, mais recentemente, como Assistente Administrativa. “Quando soube que a rede tem um Comitê de Diversidade, me enchi de esperança e comecei a ver que barreiras estão sendo quebradas para as pessoas transexuais”, conta.

Foi quando ela tomou a iniciativa de procurar o departamento de RH da companhia para contar seu desejo de transicionar. “Fui tranquilizada e muito respeitada. Isso para mim foi muito importante”, lembra a funcionária, que então foi transferida para uma nova unidade da rede e iniciou o programa para transição de gênero oferecido pelo SUS. “Já cheguei no novo restaurante como Hadassah, então essa mudança de local fez toda a diferença. A minha Gerente sempre foi muito respeitosa e tive todo o apoio da empresa, que me deu a flexibilidade de horário necessária para o processo”, diz.

A colaboradora também pôde contar com a orientação de uma psicóloga por meio do McAmigo, canal institucional que é oferecido de forma gratuita e confidencial para todos os funcionários e familiares da rede e engloba outras especialidades, como enfermagem, nutricionistas, fisioterapeutas, assistentes sociais, pedagogos e advogados. “O acesso à informação nos faz enxergar que podemos chegar mais longe em nossas carreiras”, aponta Hadassah.

 

Rede Orgulho Arcos

Histórias como a de Hadassah passaram a ter mais visibilidade dentro da Arcos Dorados, franquia independente que opera os restaurantes McDonald’s em toda América Latina e Caribe, com a consolidação do primeiro grupo de afinidade LGBTQI+ da companhia, nomeado de Rede Orgulho Arcos. O programa reúne uma equipe multidisciplinar formada por colaboradores de diversos setores e cargos para abordar os temas que permeiam a diversidade sexual e a identidade de gênero, com o objetivo principal de promover ainda mais a inclusão de pessoas que compõem o grupo e a empatia entre todos os funcionários.

Entre as metas ainda para 2021 está o reforço de treinamentos sobre diversidade para todos os colaboradores, com foco especial para as equipes dos restaurantes; a criação de uma certificação para restaurantes livres de discriminação e o lançamento de uma edição atualizada do Guia LGBTQI+ da rede, que traz diretrizes para a promoção de um ambiente de trabalho seguro e respeitoso. A iniciativa também busca evidenciar a diversidade do McDonald’s nas comunidades onde a rede atua e detectar oportunidades de melhoria na experiência de funcionários e clientes.

A Rede Orgulho Arcos é derivada do Comitê de Diversidade e Inclusão da empresa, formado em 2018 para impulsionar ações corporativas que permitam que todos os funcionários possam alcançar seu máximo potencial, independente das diferenças de gênero, raça, orientação sexual ou geração. Leandro Corrêa, Coordenador de Diversidade & Inclusão e membro do Comitê, destaca que a Rede reúne pessoas de toda a América Latina e Caribe, proporcionando uma troca entre diferentes culturas, costumes, crenças e comportamentos. “Saímos de nossas zonas de conforto para ganhar juntos, buscando perspectivas dos demais, compartilhando experiências e lições aprendidas, com objetivo de demonstrar ativamente o cuidado e respeito pelos outros”, comenta Leandro.

“Somos uma companhia extremamente diversa, onde não toleramos nenhum tipo de discriminação. Ter um ambiente profissional onde as pessoas se sintam incluídas, protegidas e com possibilidades concretas de crescimento e evolução independente de suas características é uma prioridade para nós. Estamos trabalhando para ser uma empresa líder na gestão da diversidade”, comenta Paulo Camargo, Presidente da divisão Brasil da Arcos Dorados.

 

Coloridos

“Quando entrei no Méqui, eu já tinha assumido minha homossexualidade e era bem afeminado, usava acessórios e até salto”, relembra José Roberto Dias, que se identifica como homem gay e já está há 11 anos na empresa. “Num primeiro momento houve um impacto, porque o time dessa unidade ainda não tinha nenhum funcionário com a homossexualidade assumida. Cheguei quebrando paradigmas!”, conta ele.

Por sua dedicação profissional, em apenas dois meses, Zé, como gosta de ser chamado, foi promovido a Treinador e quis trabalhar um olhar diferente com os colegas, passando a mensagem da importância da inclusão. “Senti a todo momento que tinha o apoio da empresa e o aconselhamento da minha gestora para eu ser eu mesmo, não criar rótulos”, diz o funcionário, que seguiu carreira passando por cargos como Embaixador da Experiência do Cliente, Gerente de Serviço e Assistente de Trade Marketing.

“Hoje, como Gerente de Plantão busco passar para minha equipe que dentro dos limites do respeito, a nossa alegria e extroversão fazem toda a diferença no atendimento ao cliente. Tenho a honra de representar a bandeira LGBTQI+ e gerenciar uma equipe diversa. São meus coloridos”, brinca Zé.

 

Zé, Gerente de Plantão no McDonald’s
 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.