Comitê de Comunicação e Engajamento em ESG: como temas socioambientais permeiam as decisões da alta liderança
30 de maio de 2022
  • English

Reunião Comitê Aberje de Comunicação e Engajamento em ESG abordou o papel e a relevância da liderança para a sustentabilidade

“Como temas socioambientais permeiam as decisões da alta liderança”. Este foi o tema que permeou a terceira reunião do Comitê Aberje de Inovação em Comunicação Corporativa, realizada de forma online, no dia 10 de maio. Foram convidados para palestrar o diretor Superintendente do Instituto CPFL, Mário Henrique Costa Mazzilli e a CEO da Nude, Giovanna Appel. O encontro também contou com a participação da coordenadora do comitê, Mariana Spignardi.

Questões socioambientais na liderança

Na ocasião, Mário Henrique Costa Mazzilli frisou que os temas de Sustentabilidade e ESG estão presentes no Grupo CPFL há muitos anos, e que em 2019 houve uma mudança qualitativa muito importante, quando foi feito um novo plano de sustentabilidade e a atualização do plano estratégico, através de um programa de integração de culturas organizacionais. “Esse programa gerou uma série de atividades e projetos que estão em desenvolvimento até hoje”.

Mazzilli contou que o Plano de Sustentabilidade da companhia foi desenvolvido a partir de três pilares: energias sustentáveis, onde estão os grandes projetos que produzem maiores impactos ambientais; soluções inteligentes, referente à tecnologia e valor compartilhado, ou seja, as ações que vão produzir impactos positivos na sociedade. 

Na prática, de dois anos pra cá, a empresa começou a buscar indicadores para cada um dos 15 compromissos da companhia, voltados às diretrizes de ESG. “Quando temos essa definição clara a partir dos indicadores, acaba sendo uma base para metas individuais dos colaboradores, da gerência, da liderança que vão permear esses compromissos”, explicou. “Existem comitês de sustentabilidade e de governança compostos por diretores de várias áreas e por um dos vice-presidentes”, completou.

Ao compartilhar as experiências da Nude, Giovanna Appel destacou que a foodtech – que desenvolve alimentos a partir da aveia – foi criada em 2020 já seguindo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e suas metas. A empresa desenvolve o primeiro leite vegetal carbono neutro do mercado e mostra o número da pegada ambiental de cada produto em sua embalagem.

“A sustentabilidade permeia tudo o que fazemos desde o início. Analisamos o setor e onde queríamos estar posicionados e fomos construindo isso desde o começo. Temos uma liderança pequena, é tudo na base da conversa e analisamos qual o impacto de tudo o que fazemos”, disse. 

“Além disso, começamos a implementar o plano de mitigação, hoje neutralizamos as nossas emissões de Carbono. Com o crescimento da empresa, a gente vai conseguir fazer com que as pessoas pensem na sustentabilidade quando estiverem tomando decisões”, completou a executiva.

 

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.