Comunicação Interna será guiada por experiência e dados em 2022
21 de janeiro de 2022
  • English

Não quero começar esse texto usando o clichê de “o ano novo chegou e todos os olhares já estão nele”, mesmo isso sendo verdade.

2021 certamente foi um ano desafiador para as áreas de Comunicação Interna e RH. Arrisco, inclusive, a dizer que foi mais do que 2020.

A pandemia pegou todos de surpresa, destruindo qualquer planejamento feito, mas em 2021 começamos a ter a real dimensão das consequências e disrupções causadas por ela. E nunca mais voltaremos para o que éramos (e isso não é ruim).

Diferentes modelos de trabalho dentro da mesma organização, o crescimento do uso de soluções digitais em diferentes áreas, entre outras mudanças significativas.

Nesse texto, quero compartilhar o que já é possível enxergar como tendências para a área de Comunicação Interna em 2022. Além disso, já falei por aqui sobre os desafios que CI enfrentará neste novo ciclo, recomendo a leitura.

Employee Experience

Na verdade, essa experiência depende, dentre vários fatores, da efetividade de Comunicação Interna. Afinal de contas, como ser feliz em uma empresa se você se sente perdido e mal informado?

O tema já faz parte da agenda de RH há certo tempo, mas CI entra na jogada com força em 2022. Transparência e clareza para uma melhor experiência!  

Mobile-first

Muitas empresas ainda usam como carro-chefe canais de Comunicação Interna antigos, como intranet e e-mail. Já passou da hora de mudar isso, hein?!

Já é possível notar a transição para a comunicação mobile-first, que foca na mobilidade do usuário. As redes sociais corporativas, que vêm ganhando cada vez mais adeptos, são um exemplo.

Com o aplicativo, é possível trabalhar engajamento e comunicação, além de reduzir ruídos e oferecer uma estratégia de CI igualitária, chegando até o colaborador, esteja ele dentro de um escritório ou não.

Mensuração

Esse ponto já mostrou a que veio, mas segue tendo destaque em 2022. CI, que ganhou força e destaque com a pandemia, precisa mostrar a partir de dados o valor do seu trabalho. E isso é possível a partir de métricas.

Sendo assim, investir em ferramentas que facilitem o trabalho do profissional e gerem esses dados de forma automatizada, como no caso da rede social corporativa.

Além dessas tendências, ressalto um ponto importante e que não pode faltar em nenhuma CI: o planejamento estratégico da área! Lançamos um episódio especial do Dialog Talks sobre o assunto e vale a pena assistir com bloco de notas aberto para anotar tudo.

E na sua empresa, já está alinhado a esses pontos? Enxerga mais alguma tendência? Vamos conversar nos comentários!

 
Twitter e-Mail Facebook Whatsapp Linkedin